Início » Brasil » A Aliança do Pacífico é uma importante iniciativa para a América Latina
América do Sul

A Aliança do Pacífico é uma importante iniciativa para a América Latina

Os países membros da Aliança do Pacífico continuam a crescer, embora em um ritmo mais lento do que no passado

A Aliança do Pacífico é uma importante iniciativa para a América Latina
Os países membros da Aliança do Pacífico têm uma população de 200 milhões de habitantes e representam 35% do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina (Reprodução/AFP)

Nos anais prolixos da integração latino-americana, a declaração de Lima de abril de 2011 destaca-se por sua rara combinação de um texto sucinto, mas de grande impacto. Em menos de três páginas, os presidentes do Chile, Colômbia, México e Peru criaram a Aliança do Pacífico. A organização tem como objetivo promover a “profunda integração” dos países membros por meio da livre circulação de bens, serviços, capital e mão de obra, além de fortalecer os vínculos com outros países, sobretudo, com os da região do Pacífico Asiático.

aliança

A Aliança do Pacífico tem como objetivo promover a “profunda integração” dos países membros (Reprodução/Economist)

Os quatro membros agiram rápido com a assinatura de um acordo em 2013 abolindo as tarifas sobre 92% do comércio de mercadorias, com a previsão da eliminação das tarifas restantes em 2020. Em seu curto período de existência, a Aliança do Pacífico causou um forte impacto, atraindo 34 países de seis continentes como observadores.

Dois fatores chamaram a atenção dos estrangeiros. O primeiro deles refere-se ao compromisso dos países membros com os livres mercados, o livre comércio e a democracia. O que os distingue de governos mais estatais, protecionistas e, em alguns casos, autoritários dos países membros do Mercosul, como Argentina, Brasil e Venezuela. E enquanto essas três economias estão em recessão ou bem próximas de uma crise econômica, os países membros da Aliança do Pacífico continuam a crescer, embora em um ritmo mais lento do que no passado.

Os países membros da Aliança do Pacífico têm uma população de 200 milhões de habitantes, representam 35% do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina e são responsáveis por metade de suas exportações, fatores que também atraem a atenção de outros países. A Aliança é o segundo Brasil, dizem erroneamente seus defensores.

Na verdade, os membros da Aliança do Pacífico separados por grandes distâncias e por uma comunicação precária, têm poucos vínculos econômicos. O comércio entre os países representa um percentual mínimo e ainda em queda do comércio total de seus membros. Para os otimistas só agora a Aliança está começando a realizar seu potencial.  “Estamos em uma fase de descoberta mútua”, disse José Antonio Meade, o ministro de Relações Exteriores do México, enfatizando o aumento de acordos comerciais e do incentivo ao turismo entre os quatro países.

Fontes:
Economist-How deep is their love?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *