Início » Brasil » A Grande Questão!
GRITA BRASIL

A Grande Questão!

A nossa sociedade não está preparada para receber um país limpo, menos corrupto e mais gentil

A Grande Questão!
A coluna Grita Brasil é publicada às quintas

A grande questão que deveríamos estar nos questionando é: quando nós, enquanto sociedade, vamos amadurecer?

E não o que vai acontecer no julgamento que acontece neste momento enquanto escrevo esse texto. O resultado desse julgamento na sua essência não irá mudar muito – pelo menos agora – a grande questão.

Tudo bem que existem protestos pró e contra a condenação do ladravaz e ex-presidente Lula espalhados pelo país todo. Essa questão está mais do que resolvida. Os que falam “condenem o Lula” são os perseguidores, os que apoiam o tal “golpe”; e os que gritam “Lula, guerreiro, honesto e herói” são a parcela doente da sociedade que mesmo com o batom na cueca insistem em dizer que aquilo ali não é bem um batom e aquilo ali pode nem ser uma cueca. Pecam em não abrir suas mentes e retirar seus antolhos. Não que sem o Lula na disputa da presidência, se acontecer, será a redenção do país e de que estaremos salvos. Estamos longe disso.

A coisa transcende isso. Vai mais além. Muito mais além. Mas o grande problema é que nossa sociedade é capenga, imatura, burra, estúpida e cega. Digo isso como um todo. E não generalizando.

A nossa sociedade não está preparada para receber um país limpo, menos corrupto, mais gentil, com todos os elementos que poderiam levar o povo brasileiro e, consequentemente, o nosso país para outro patamar.

Temos todos os elementos ao nosso redor. Um país neutro, sem guerras com vizinhos de fronteira, ou não, sem ameaças terroristas, sem ameaças de lançamento de mísseis atômicos, com um clima favorável, água, mata, riquezas naturais. E, no entanto, jogamos isso tudo para o ralo, para escanteio.

Estou decepcionado com o ser humano em si. E essa conclusão eu cheguei vivenciando o meu dia-a-dia como um prestador de serviços. Muitos sabem, eu sou motorista (por imposição da falta de emprego) de aplicativos de mobilidade urbana, e o que vivo, e vivi nesses últimos dois anos, me fez chegar a triste constatação que nossa sociedade é podre, mesquinha, desrespeitosa, impaciente, onde a gentileza praticamente não existe, e corruptora. Sim, tentaram me subornar para que eu colocasse mais passageiros do que o permitido dentro do carro.

Enquanto nossa sociedade agir assim, não teremos possibilidade alguma de mudar a nossa história. É essa sociedade que ajuda a construir essa história e está doente. Não tem como caminharmos para a cura.

A cura é possível? Sim, acredito que sim. Mas não nas próximas gerações. Serão muitas gerações para frente que poderão talvez sofrer alguma mutação e fazer com que tudo mude.

Se formos analisar, todos os detalhes contam. Por menores que eles sejam. E, na minha humilde opinião, nada disso é tão pequeno assim.

A mesma pessoa que protesta contra a prefeitura porque a sua rua alagou, é a mesma que, durante a semana, joga o lixo no chão. A mesma pessoa que reclama do transporte público é a mesma que depreda, incendeia um ônibus ou uma estação de trem. A mesma pessoa que reclama da falta de atendimento médico é a mesma que vota novamente naquele político que prometeu melhorar a Saúde.

A nossa sociedade deveria aprender a ficar menos passiva, deveríamos protestar mais, cobrar mais, mas tudo com inteligência. Lembro que numa ocasião em um país (que não recordo agora) houve um aumento de determinado produto. Rapidamente fizeram uma corrente e boicotaram aquele produto obrigando o produtor a baixar seus preços. Deu certo! Aqui tínhamos que aprender e fazer o mesmo.

Estamos insatisfeitos com o serviço de transporte público, por exemplo, façamos um boicote, nem que seja por um dia. Lutar por nossos direitos e melhorias requer, às vezes, uma dose de sacrifício. É fazer um bem para todos.

Falta união, falta conscientização, falta doação das pessoas. Por que na Copa do Mundo somos todos “pra frente Brasil”?  O que vai mudar realmente na sua vida se o Brasil for campeão mundial? Nada. Por que não podemos ser “pra frente Brasil” com as questões que podem de verdade mudar nossas vidas?

Enquanto não soubermos responder a essa simples pergunta, eu só posso lamentar e prometer em continuar a cutucar a onça (sociedade) com a vara curta.

Sei que posso sair retalhado, mas estou tentando fazer alguma coisa para que desencadeie um debate amplo e de verdade da sociedade. Pode até parecer piegas, mas se ficarmos calados vendo a banda passar…

Salve as baleias. Não jogue lixo no chão.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

7 Opiniões

  1. Laércio disse:

    O Brasil precisa de um povo!
    Este grande país tem uma população acostumada a maus hábitos devido ao crescente “bombardeio” de lixo que os políticos e mídias providenciaram nos últimos trinta anos.

    Agora temos um povo que vive como caranguejo, em meio a lama…

    É preciso mudar isto e, o politicamente correto não fará frente para implantação do necessário.

    Se quisermos ser uma nação de verdade o governo terá que conseguir aprovar medidas para compulsoriamente instruir a população; a maioria não estuda por preguiça, outros migram para o crime por oportunismo ou falta de oportunidades, o governo não desenvolve um grande plano de emprego para a grande população.

    Espero que com as novas perspectivas políticas possamos eliminar os oportunistas e renovar nossa classe política para que dê fato possamos descobrir o Brasil de todos.

    Isso é possível sim! Crise não existe para um país com tantos recursos como o Brasil… Num passado houve a quebra da bolsa em Nova Iorque entretanto seus efeitos não foram sentidos na extinta União Soviética; nossos recursos naturais oferecem o mesmo tipo de”blindagem” quando devidamente usada.

    O primeiro passo é ocupar compulsoriamente os adolescentes, principalmente das periferias, de forma a se qualificarem tanto técnica quanto estudantil mas também obrigar as mídias a produzirem conteúdos educativos nos horários nobres para diminuir o lixo que hoje estes implantam na”educação” dos jovens.

    Temos que tentar salvar a nova safra para que não se percam como ocorre com a atual.

  2. José Bismark disse:

    Pensamento tosco dizendo que o povo brasileiro não tem condições de ser um país sem corrupção. Se estamos lutando é porque queremos um Brasil melhor para todos.

  3. Frederico disse:

    Ótimo post!
    Temos dificuldades de olhar para o espelho e entender que as nossas atitudes nem sempre são as que defendemos.
    A concientização através da educação é uma tarefa diária.

    Não mudaremos da noite para o dia, mas precisamos parar de agir e pensar de maneira individualista: “Se fulano não faz algo para melhorar, eu também não vou fazer, pois eu não sou trouxa.”
    Falta muito autoconhecimento não apenas na hora do voto.

  4. carlos alberto martins disse:

    as eleições estão chegando,e,teremos os mesmos candidatos estelionatários a nóssa disposição para serem reeleitos.se conseguirmos algum que se salve,com toda certeza em pouco tempo estará no trem da corrupção,aliais já tivémos éssa experiencia a algumas eleições passadas.trocamos uma enormidade de politicos que chegaram até jurar pela honra da própria mÃE QUE FARIAM TUDO PELO POVO,e na verdade em pouco espaço de legislatura já estavam corrompidos,e,pelo visto as mães dos dos mesmos não tinham nenhum valor moral para tal crédito.esta nação só vai melhorar quando o povo descobrir a fôrça que tem para mudar a nóssa história .

  5. Natanael Ferraz disse:

    Concordo com a ideia, sugerida por alguém, de que a mídia é um grande mal. É descabido esperar que, depois de ficar o dia todo assistindo a TV aberta (não direi o nome da emissora), a sociedade seja diferente do que é.

  6. Beraldo disse:

    Título e sub-título não animam a leitura.

    O autor pirou de vez!

    Menospreza a sociedade brasileira.

    Enquanto a grande mídia exercer o papel de Quarto Poder da República, o Brasil será isto aí.

    Imprensa livre não tem espaço para alinhamento político-partidário, como o que rolou neste domingo.

    Há de se criar instrumento constitucional neste sentido.

    Quem disser que a política brasileira atual, não se divide entre o PT e Rede Globo, é hipócrita.

    Isto não cabe numa Democracia.

  7. Eduardo de Paula Monteiro disse:

    Boa tarde Cláudio!
    Muito importante seu artigo e verdadeiro.
    Quero fazer meu comentário simples:
    O Brasil e consequentemente os brasileiros precisaram guerrear contra seus vizinhos, nunca foi invadido em seu território,nao sabem custou em sangue o m2 de chão pátrio.
    Aqui tudo é “fácil” tem o maldito jeitinho , veja como exemplo o Chile.
    Uma tira de terra estreita entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico, terra sujeita e terremoto e tsunamis, mas custo sangue , pois tiveram que guerrear contra seus vizinhos para consegui-la.
    Povo patriótico, culto e sabe o que quer politicamente, alternância de poder, democracia pura e capitalista. É isso!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *