Início » Brasil » A reinvenção (ou enterro) do PROS
Coluna Esplanada

A reinvenção (ou enterro) do PROS

Os fundadores do PROS admitem que o partido sofrerá significativa baixa na bancada com a iminente criação do PL – de Gilberto Kassab – e da REDE de Marina Silva, até meados do ano que vem

A reinvenção (ou enterro) do PROS
Falam em reinvenção do PROS, mas outros, mais céticos, acreditam no enterro do partido (Foto: Wikimedia)

Os fundadores do PROS admitem que o partido sofrerá significativa baixa na bancada com a iminente criação do PL – de Gilberto Kassab – e da REDE de Marina Silva, até meados do ano que vem. Pelo menos oito dos 12 deputados avisaram que vão aproveitar a ‘janela’ para migrar de legenda, garante um cacique. Ele fala em reinvenção do PROS, mas outros, mais céticos, acreditam no enterro do partido. Em especial porque não tem senadores, governadores, e porque perdeu o único espaço que tinha no Governo, o poderoso Ministério da Educação, após trapalhada verbal de Cid Gomes.

Menos um

A despeito da crise existencial do PROS, os caciques nunca incluíram o MEC na cota do partido. Desanimaram totalmente quando Cid avisou que ele era da cota de Dilma.

Esperança na urna

A esperança do PROS passa por dois planos a curto prazo: nova pasta na Esplanada numa eventual minirreforma de Dilma em Janeiro, e as eleições municipais.

Sois rei

Fundador-Geral de Partidos do Brasil, Kassab, dono do PSD, prioriza a criação do PL. Pela ausência na mídia e agenda tímida, poucos lembram que é ministro das Cidades.

Menino do Rio

A mudança do ex-governador gaúcho Tarso Genro para o Rio, a fim de articular e fortalecer o PT local, é estratégia de Lula. O grão-petista tem admitido a amigos que o PMDB carioca tornou-se a mais poderosa ‘bancada’ para eleições: Tem o governador Pezão, o prefeito Paes, os Picciani (pai e filho), Cabral (na moita) e Eduardo Cunha.

Outros tempos

No mais, a despeito da vaidade mostrada quando comparado, pelo cenário político Tarso Genro está longe de repetir a saga de Leonel Brizola, que saiu do Palácio Piratini para emplacar dois mandatos de governador no Rio.

Tijolo quebrado

O setor de construção civil credor do ‘Minha Casa, Minha Vida’ entrou em desespero ao fim da tarde com o corte de R$ 15 bilhões para este ano. Como a Coluna citou, a União deve hoje R$ 1,5 bilhão a milhares de fornecedores do programa.

Vai chegar a 10

O ex-ministro Guido Mantega errava todas as previsões, mas nunca falou em inflação em 8% ao fim do ano, como o do Planejamento, Nelson Barbosa, previu ontem.

Contradição presidencial

A mesma presidente Dilma que sancionou com pompas a Lei de Acesso à Informação para todo o Governo vetou a divulgação dos contratos de empréstimos do BNDES.

É briga boa!

Apesar de o Planalto investir no Ajuste em busca do caixa, há quem ainda seja a voz dos prefeitos – quase falidos. O deputado Alfredo Kaefer (PSDB-PR) apresentou a PEC 48/15 para que a União repasse parte da arrecadação da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) para incrementar o Fundo de Participação dos Municípios.

Fim de uma era

O HSBC ficou tão queimado no Brasil e no exterior com o vazamento das contas secretas na Suíça que deve vender sua operação no Brasil. Bradesco e Itaú-Unibanco, os maiores do País, já estão de olho.

Obra & prêmio

Os vencedores das seis categorias do 1º Prêmio de Biodiversidade, promovido pelo Ministério do Meio Ambiente, receberam ontem no Itamaraty uma escultura de cubo hexágono entalhado em chapa de madeira freijó, feita pelo mineiro Darlan Rosa.

Fogo-amigo..

Reincidente no partido (atuou em defesa do Estado do Rio no caso do pré-sal e irritou a presidente Dilma), o senador Lindbergh Farias comprou nova briga com o PT e agora entrou na mira de colegas pelas críticas ao Ajuste do ministro Levy, da Fazenda.

.. fora de hora!

Um petista que nunca gostou de Levy saiu em defesa do titular da Fazenda, contra o senador Lindbergh. Diz que não é hora de desunião e fogo-amigo contra Dilma.

Ponto Final

São 500 mil (meio milhão!) de desempregados no primeiro quadrimestre de 2015. E o Governo diz que não há crise.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *