Início » Opinião » Artigos » A revoada
COLUNA ESPLANADA

A revoada

Aécio Neves usa seus delegados na tentativa de empurrar a responsabilidade de seu futuro para o governo

A revoada
O PSDB sabe que é a base de sustentação de Temer por isso adia a decisão até a situação de Aécio ser resolvida (Foto: Wikimedia)

O PSDB já tem ordem para desembarcar do Governo de Michel Temer caso o senador afastado Aécio Neves (MG) seja preso por decisão do pleno do Supremo Tribunal Federal na terça-feira. Apavorado, sem saída política, e sob pressão de parte dos próprios pares para deixar o partido, Aécio – que controla a maioria na Executiva do PSDB – usa seus delegados na tentativa de empurrar a responsabilidade de seu futuro para o governo – como se do Palácio dependesse o voto de cada ministro do STF.

Objetivo

O recado da tropa aecista: que ele não caia sozinho. O PSDB sabe que é a base de sustentação de Temer por isso adia a decisão até a situação de Aécio ser resolvida.

Afogados

O PT comemora o cenário: “Acordos entre PMDB e PSDB para sustentar Temer são exemplos típicos do chamado ‘abraço de afogados”, diz o deputado Henrique Fontana.

Gestão de risco

Dos 22 (ultrapassados) terminais de auto-atendimento de agência da Caixa no Conjunto Nacional, em Brasília, só um deles faz leitura de código de barras.

No escuro

O aeroporto de Curitiba ficou fechado ontem devido a nevoeiro e por incompetência da Infraero e de pilotos. O aeroporto conta com o ILS – Instrument Landing Sistem, segunda geração, que auxilia pousos com segurança, por instrumentos, mesmo em mau tempo. Ou o sistema está falho ou os pilotos não têm treinamento adequado.

Sofra, passageiro

Vez ou outra os aeroportos do Rio de Janeiro também fecham por mau tempo, mas, acredite, nem Galeão nem Santos Dumont possuem o ILS para auxílio. Ali, pouso com nevoeiro só com ajuda de Deus. E como não há, a malha aérea toda é afetada. A maioria dos países latinos andinos operam com avançados ILS e com eles não há mau tempo.

Lamalandia

Além da comunidade de Bento Rodrigues, destruída pela lama da barragem da Samarco, serão reconstruídos também as comunidades de Gesteira (20 famílias) e Paracatu de Baixo (103 famílias), em novos locais. Processo é demorado: casas só em 2018.

Furo de reportagem

Michel Temer deu dezenas de entrevistas a jornais, rádios, TVs para sair bem na fita. Mas a melhor delas foi a exclusiva para o ‘repórter’ Joesley Batista. Abriu o jogo!

Ofensa ao povo

Foto no jornal inglês The Guardian desagradou o arcebispo do Rio de Janeiro, Cardeal dom Orani Tempesta. A montagem mostra o Cristo Redentor trazendo nas mãos uma arma e um saco de dinheiro. “É uma ofensa ao povo brasileiro. É um vilipendio para os cristãos, porque Cristo ensinou exatamente o contrário”, declarou o Cardeal.

Vácuo

Brasília ficou a ver ventos e não terá uma edição do famoso Red Bull Air Race, devido a altos custos de patrocínio. O secretário de Turismo do DF, Jaime Recena, passou dias nos Estados Unidos em 2016 com essa justificativa de trazer o show.

Queijo & chocolate

A comitiva da Confederação Nacional de Saúde, formada pelo presidente, dois vice-presidentes, diretor, assessor da presidência, coordenador jurídico, membro do conselho Jurídico (ufa!) prestigiou em Genebra o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. A faxineira, coitada, ficou para trás.

Século 21

Em pleno século 21, é inacreditável que ainda falte respeito no ambiente de trabalho. Uma operadora de trator em Alto Araguaia ganhou indenização de R$ 10 mil por danos morais, sentenciou o TST. No alto-falante da empresa, era chamada pelo superior de “enxada cega”, “burra”, “ruim de serviço” e “imprestável”.

Rota Anchieta

Três mil pessoas fazem a Rota de Anchieta – da cidade homônimo no litoral até Vitória (ES) para celebrar o Corpus Christi. São 100 km que se encerram com missa na capital.

Made in Brazil

A carioca WebRadar fez parceria com a Sygic, eslovaca que desenvolveu o aplicativo de navegação GPS mais avançado do mundo, para coletar dados sobre cobertura e conexão de redes de telefonia de mais de 150 milhões de usuários nos 5 continentes.

Ponto Final

O presidente americano Donald Trump, com toda sua arrogância e intromissão nas instituições, parece estar com os dias contados. O perigo para o mundo é cair apertando o botão vermelho da malinha preta.

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Élcio Gomes da Silva disse:

    Não conhecia a “Coluna Esplanada”, achei interessante notícia rápida e atual, como precisamos nos dias atuais.

  2. laercio disse:

    Eu fico olhando pra esses políticos, que gente casa né?!
    Mentem para si próprio em nome de dinheiro e poder!
    Não percebem o quão covardes são; essa gente vai ter que comprar o respeito dos filhos, ou há compram, pois são pessoas sem conteúdos, sem história!
    Eu tenho conteúdo! Eu tenho história pra contar! Mais essa gente toda que aparece na TV são de um grande vazio e eles nem percebem isso porque a vontade de ter poder e dinheiro os deixou cegos;
    Fico pensando, “você sentar numa mesa de bar com um cara desse, o que ele tem pra contar” …
    Não tem nada! Gente oca igual árvore seca!
    E o Cabral, mais um dos humanos ocos! Como um cara desse está lá na cadeia? A parte material ele tem, porque tem dinheiro, manda buscar…
    Meia, e o homem? Abriu mão de ir na praia com a família, tomar sol no rosto, bater papo com frente que não se vê a muito tempo… Os prazeres da vida.
    Chiqueiro sem lama, é o ponto final dessa gente!

  3. JAYME MELLO disse:

    A VISÃO TURVA NOS IMPEDE OBSERVAR QUE SEGUE TUDO NORMAL !

    Serão os últimos dias de Pompeia (dele)? Eis a pergunta que os sábios do meio, ao redor e também ao derredor, fazem (entre si) e, infelizmente, poucos tem o prognóstico certo.

    Melhor dizendo, pouquíssimos, se nessa (prévia) avaliação (eles) os sábios, não levarem em conta que o nobre (peão) não está e nunca esteve sozinho nesse tabuleiro.

    O insensato peão, foi movido por outros peões grisalhos e, as sombras, induziram-no à essa intentona, numa jornada típica de um “Tiradentes”, só que às avessas, naturalmente.

    Essa estratégia sempre foi mais que comum e ainda, bem antes que o Brasil existisse, os grisalhos lá nos idos…, frente aos seus tabuleiros de xadrez, já utilizavam seus “peões” com maestria.

    A história, conta-nos histórias e mais histórias, que indubitavelmente, em muito se assemelham a que ora vivemos.

    E, contudo, não se faz necessário irmos buscar lá no passado, fatos (históricos) semelhantes.

    Uma década, ou pouco mais que isso, por simples desavença na partilha dos “espólios de guerra” estridentemente, um desses peões através da mídia, nos amostrou uma enxurrada de fatos escabrosos.

    Assim tanto quanto aos fatos -, que agora são denunciados, coincidentemente, em razão das divergências na tal divisão dos tais “espólios de guerra”, somente por isso.

    Fica patente dentre todos eles, a prepotência e sob todos os aspectos altivez desmedida e plena convicção da impunidade.

    Mas segue normal, o sistema já refazendo seu estoque de tornozeleiras de ouro cravejadas de brilhantes.

    Enquanto isso, os negrinhos dos pastoreios (todos) seguem presos preventivamente e sem julgamento nas masmorras brasileiras, porque furtaram um punhado de farinha para matar a fome da sua família.

  4. Paulo Fernando disse:

    Aécio, o que povo brasileiro estar pensando nesse momento da sua atitude nesse envolvimento de grande corrupção que a mídia tanto divulga?

    O homem público é uma pessoa da confiança do povo, da família e de grande responsabilidade e você precisa provar essa qualidade senão será julgado pela justiça ou pela própria sociedade.

  5. JAYME MELLO disse:

    EM TEMPO: (TODOS)

    Os assalariados (todos) que me refiro, no último parágrafo do texto acima publicado, são os trabalhadores, sejam eles, autônomos ou não, empreendedores, os profissionais liberais, incluindo também e, naturalmente, os que se declaram “classe média”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *