Início » Brasil » Aécio diz que Dilma caminha para não terminar o mandato
Convenção do PSDB

Aécio diz que Dilma caminha para não terminar o mandato

Após ser reeleito presidente de seu partido, Aécio, ao lado do ex-presidente FHC, fez discurso onde disse que o governo caminha para a saída

Aécio diz que Dilma caminha para não terminar o mandato
FHC afirmou durante discurso que 'nunca se roubou tanto nesse país' (Foto: Divulgação/Campanha Aécio)

O candidato à presidência derrotado na última eleição, Aécio Neves, foi reeleito presidente do PSDB no último domingo, 5. Em seu discurso após a vitória, Aécio falou que a presidente Dilma Roussef caminha no sentido de não completar seu mandato e pediu união da legenda para em 2018 garantir sua candidatura ao pleito presidencial. O político chamou o PT de organização criminosa e falou que os brasileiros estarão mais pobres ao fim do atual governo.

“Uma das heranças da presidente Dilma nós já conhecemos: meia década perdida. Ao final de seu governo, que não sei quando ocorrerá, talvez mais breve do que alguns imaginem, os brasileiros estarão mais pobres. Esse grupo político que está aí caminha a passos largos para a interrupção do seu mandato. A oposição não se omitiu, não esmoreceu, vem lutando muito, e está cada vez mais sintonizada com o sentimento amplamente majoritário na sociedade brasileira”, discursou Aécio enquanto era ovacionado pelo auditório.

O presidente reeleito do principal partido da oposição fez duras críticas à atual administração. Aécio afirmou que o governo abriga os “amigos do poder” e aparelha a gestão. Ele disse também que a corrupção é “endêmica” e gera “escândalos em série, intermináveis e vergonhosos”.

“Convivemos com o uso de truques contábeis, as chamadas ‘pedaladas fiscais’, para fechar as contas do governo. Uma prática que pode levar a Presidente da República a ter suas contas rejeitadas”, concluiu o senador.

Aécio é tido pela maioria do partido como o candidato natural à presidência em 2018, apesar de o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o senador paulista, José Serra, ainda sonharem com a possibilidade de disputar o cargo. Serra, inclusive, cogita trocar de legenda para entrar no pleito.

FHC também ataca o governo

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso é um dos principais apoiadores de Aécio. Durante a convenção do PSDB, FHC disse que o partido está pronto para gerir o país e pediu união da sociedade em torno da oposição para encontrar a solução. O sociólogo afirmou ainda que a paralisação do executivo só faz agravar a crise.

“Uma saída só pode ser com respeito à Constituição Federal. Que se puna os culpados. Precisamos assistir esse Brasil com a cara que sempre teve de decência, de humildade. De dirigentes nacionais que possam andar nas ruas sem estar cercado de pessoas, não ter medo de ser agredido. Queremos o Brasil outra vez confiante e, para isso, o PSDB não poderá fugir do seu papel de responsabilidade. Não somos donos do que vai acontecer nas próximas semanas, nos meses seguintes. Mas estamos prontos para assumir. O PSDB sabe governar”, disse o ex-presidente.

Se referindo aos discursos do ex-presidente Lula, Fernando Henrique disse que por 13 anos ouviu falar em “nunca antes”, mas “a verdade é que nunca antes se roubou tanto no Brasil”. Além disso, FHC atacou o PT por criticar as privatizações em seu governo e agora apelar pra ajuda do capital privado.

Fontes:
Globo-Em convenção, Aécio diz que Dilma não concluirá mandato e faz apelo por unidade no PSDB

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *