Início » Brasil » Aécio e Pimentel selam acordo de cavalheiros
Coluna Esplanada

Aécio e Pimentel selam acordo de cavalheiros

Senador tucano prometeu não exagerar nos ataques à presidente e ao PT e governador petista não fazer devassa em contas de governos tucanos em Minas

Aécio e Pimentel selam acordo de cavalheiros
Aécio e Pimentel prometeram esquecer o passado e não olhar pra trás (Reprodução/Internet)

Pimentel & Aécio

Em conversa reservada há poucos dias, durante longa reunião no apartamento do tucano no Leblon, no Rio, o governador eleito de Minas, Fernando Pimentel (PT), e o senador e presidenciável Aécio Neves (PSDB) fizeram um trato de cavalheiros. Nada de olhar para trás. Em outras palavras, o recado de Pimentel foi claro: se o tucano exagerar no ataque à presidente Dilma e ao PT, o novo governador fará devassa nas contas de sua gestão e do sucessor Antonio Anastasia. Isso explicaria o fato de Aécio, após convocar nas redes sociais protesto para sábado passado, não ter dado as caras nas ruas.

Chocado

Aécio apresentou ao país o inovador ‘choque de gestão’ no governo de Minas. O enxugamento deu certo por alguns anos, mas hoje o Estado é um dos mais endividados.

Mineirão

Na Assembleia de Minas, tem deputado querendo a CPI do Mineirão, sobre as caras obras de reforma do estádio. Mas Pimentel vai segurar a turma.

Vaivém

Aécio também já descobriu o gosto amargo da traição. Alguns deputados até ontem da sua base agora são petistas desde que Dom Pedro soltava pipa.

Brasil pitoresco

Não é só artista e esportista. Veja como a escolha de nomes de bebês também é influenciada pelo Poder. Em Goiás, um caso raro e curioso: um pai eleitor do então governador Iris Resende batizou o filho de Iris Aurélio. O menino cresceu, virou político e se elegeu prefeito de Cristianópolis. Mas agora aliado do governador Marconi Perillo – adversário do velho Iris – o prefeito Iris batizou o filho de Marconi Aurélio.

Tá fácil demais

Com o mico de Aécio ao convocar protestos e dar a cara em praia de Santa Catarina no dia marcado, petistas brincam que Dilma vai lançar o ‘Mais Oposição’: importará os opositores venezuelanos de Nicolas Maduro, que realmente vão para as ruas.

Só tem santo

Causa estranheza entre os advogados das empreiteiras não ter ninguém da Odebrecht preso e indiciado na Operação Lava Jato, a despeito dos contratos bilionários com a Petrobras. A PF pediu a prisão de dois diretores, mas o juiz Sérgio Moro não autorizou. Houve apenas mandados de busca e apreensão. E segue o mistério.

Tal filho..

Rodrigo de Castro, o deputado federal que figura há duas eleições entre os mais votados de Minas, é o candidato de Aécio a prefeito de Belo Horizonte.

..tal pai

É filho do manda-chuva Danilo de Castro, ex-presidente da Caixa na Era Itamar Franco e chefe da Casa Civil nos oito anos de governo Aécio no Estado.

Moeda de barganha

O futuro ministro da Fazenda, Joaquim Levy, levou numa boa a condição da Comissão Mista de Orçamento de votar a LDO 2015 só se ele comparecer a reunião fechada com os parlamentares. O clima no Planalto é de otimismo. A LDO será votada na quarta.

Terra No$tra

Quando tudo dá certo na invasão de terras, cada sem-terra pode receber R$ 40 mil do Incra e mais 10 hectares de terra numa desapropriação, conta um produtor rural de Goiás. O problema é que, contra a lei, muitos sem-terra depois loteiam os 10 hectares.

PT x PDT

José Lopez Feijó, presidente da petista CUT entre 2009 e 2012, faz campanha para ocupar o Ministério do Trabalho no lugar de Manoel Dias. A pasta desde 2004, na gestão Lula, é da cota do PDT. Fiel a Dilma apesar da queda do cacique Carlos Lupi.

Hopi Hari

A crise financeira do famoso Parque Hopi Hari, na grande São Paulo, chegou ao ápice e a direção discute fechá-lo definitivamente. Um grupo de investidores está tentando adquirir o negócio pelo valor das dívidas para tentar uma operação de resgate.

Fundos

Os fundos de pensão estatais Previ (BB), Funcef (Caixa) e Petros (Petrobras) investiram pesado anos atrás no Hopi, e venderam em 2009 com prejuízo para outra empresa.

Tem peito

Bolsonaro não mete medo em todo mundo. O deputado Miro Teixeira (PMDB-RJ) mandou um ‘fica na tua!’, respeitosamente, mas sério, para o deputado-militar.

Ponto Final

‘E vossa Excelência é o efeito!’

De Carlos Lacerda, da tribuna, ao ouvir da deputada Ivete Vargas de que era um purgante. Ele completaria 100 anos em 2014.

Com equipe DF, SP e Nordeste

8 Opiniões

  1. DJALMA P BENTES disse:

    Aécio & Pimentel. Leandro Mazzini, Essa tua informação petralha não condiz; deves pedir desculpas aos eleitores do Aécio.

  2. NEWTON PEREIRA DA SILVA MATHIAS disse:

    AÉCIO, AÉCIO,QUE VERGONHA AINDA BEM QUE EU NÃO VOTEI EM VOCÊ, UMA COISA É CERTA O QUASE PROFETA ROBERTO JÉFERSON ESTAVA CERTO, É MAIS FACIL PASSAR UM FILETO DE ÁGUA LIMPA EM UM CANO DE ESGOTO DO QUE TER UM POLITICO HONESTO NO CONGRESSO NACIONAL O POVO VOTOU EM VOCÊ ACREDITANDO QUE VOCÊ ERA MENOS CORRUPTO E AGORA NO PRIMEIRO APERTO VOCÊ SE ESCONDEU IGUAL UM RATO………………………….

  3. Marluizo Pires Cruz disse:

    Na democracia quem tem maioria tem o Poder. No sistema político brasileiro o Poder Governamental é exercido de acordo com os interesses articulados para conquista e sustentação do governo independentemente dos interesses do país.

    Porquanto neste sistema democrático político eleitoral brasileiro, as expectativas de mudanças políticas administrativas acontecem nas promessas de campanhas eleitorais de quatro em quatro anos de acordo com os interesses políticos de conquista do governo.

    Promessas tão logo esquecidas após a eleição, pois o eleito neste sistema eleitoral de custo financeiro elevadíssimo tende a se preocupar com a divisão e entrega das instituições públicas entre os grupos e partidos políticos que viabilizaram a eleição e comporão as bases de sustentação do Governo nos acordos de cavalheiros, perpetuando um sistema de usurpação das instituições dos erários e bens públicos de acordo com os interesses de manutenção do poder de grupos, partidos e governo. Neste sistema político eleitoral brasileiro todos se igualam na conquista e manutenção do Poder. Nesta democracia de voto obrigatório resta ao eleitor votar conscientemente.

  4. Vitafer disse:

    O Sr, é parente do Luiz Carlos Prestes? Muito prazer.

  5. Isam disse:

    Quem faz acordo desse está com medo de alguma coisa. Tem aquele ditado “quem tem medo de ser investigado, tem rabo prêso”. A oposição continua como está, frouxo e conivente.

  6. Dinarte da Costa Passos disse:

    Se Aécio fosse honesto e não tivesse nada a temer não se ajoelhava diante de Pimentel. O medo de ser investigado faz tremer na base, na verdade não há acordo de cavalheiros há “Rabo Preso”, medo de investigação. Medo de ficar provado para o Brasil que os dois partidos que governam a nação há vinte (20) anos são todos corruptos sem exceção.

    Por que que foi proclamada a “República da Corrupção” desde 1889? Para que a “Nobreza Republicana” se deem bem na vida. Abaixo a “República da Corrupção”! Viva o Reino Democrático e parlamentarista. Fora os políticos profissionais e fora a corrupção deslavada que foi implantada a mais de cem anos!

  7. Joma Bastos disse:

    Aécio e Pimentel são farinha do mesmo saco político. Há que trabalhar para a existência de uma nova geração política com ética e moral suficientes para desenvolver este Brasil.

  8. Apolonio Prestes disse:

    Isso parece mais o Pimentel chantageando o Aécio do que acordo de cavalheiros.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *