Início » Brasil » Aldo Rebelo como ministro deixa ambientalistas em alerta
Reforma ministerial

Aldo Rebelo como ministro deixa ambientalistas em alerta

Ambientalistas, já preocupados com Kátia Abreu na Agricultura, temem que Aldo no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação faça o Brasil cair em retrocesso

Aldo Rebelo como ministro deixa ambientalistas em alerta
Aldo chegou a declarar que ‘não há provas científicas do aquecimento global’ (Reprodução/ABr)

A nomeação de Aldo Rebelo para o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação gerou polêmica entre ambientalistas. Órgãos de proteção ao meio ambiente, que já estavam em alerta com a indicação de Kátia Abreu para a Agricultura, temem que Aldo faça o Brasil cair em retrocesso nas questões ambientais.

Conhecido pela forma cética de encarar o aquecimento global, Aldo declarou em 2010 que “não há provas científicas das projeções do aquecimento global, nem que ele seja causado por ação humana, e que movimento ambientalista internacional nada mais é que uma cabeça de ponte do imperialismo”.

“A princípio, eu pensei que fosse um engano. Infelizmente não foi. Lá está ele, supervisionando a ciência brasileira em um momento delicado, quando as emissões de carbono no país voltaram a subir”, disse Márcio Santilli, do Instituto Socioambiental (ISA), em entrevista ao jornal New York Times.

Apesar do Brasil ter sido elogiado mundialmente por reduzir as emissões de carbono anuais entre 2004 e 2012, dados do Observatório do Clima mostram que o país registrou um aumento de 7,8% nas emissões em 2013.

A nomeação de Aldo chega em um momento em que ambientalistas questionam o compromisso de Dilma Rousseff em reduzir o desmatamento e as emissões de carbono. Em dezembro doa ano passado, Dilma afirmou na Conferência do Clima da ONU, em Lima, que a taxa de desmatamento na Amazônia caiu 18% entre agosto de 2013 e agosto de 2014. Porém, imagens de satélite capturadas pelo instituto Imazon mostram que, no mesmo período citado por Dilma, o desmatamento na Amazônia cresceu 427%.

Na semana passada, em seu discurso ao assumir o ministério, Aldo disse que “o debate sobre o aquecimento global existe, independentemente se sua visão pessoal”. “Eu acompanho o debate, pois é o meu dever como figura pública”, disse Aldo.

Fontes:
The New York Times-Climatologists Balk as Brazil Picks Skeptic for Key Post

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *