Início » Brasil » Alexandre Moraes balança no cargo de ministro da Justiça
SITUAÇÃO CRÍTICA

Alexandre Moraes balança no cargo de ministro da Justiça

Presidente Michel Temer sondou o ex-ministro do STF, Ayres Britto, para substituir Alexandre Moraes como ministro da Justiça

Alexandre Moraes balança no cargo de ministro da Justiça
Ministro atravessa o pior momento desde que assumiu a pasta (Foto: Wikimedia)

O ministro da Justiça, Alexandre Moraes, corre o risco de ser substituído pelo ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Ayres Britto.

No último fim de semana, o presidente Michel Temer sondou Ayres Britto em um encontro extraoficial em Brasília para tratar do colapso do sistema carcerário. O ex-ministro não deu uma resposta direta, mas prometeu ajudar a “tirar a tensão” entre Moraes e a presidente do STF, a ministra Cármen Lúcia.

Cármen Lúcia tem sido uma forte crítica dos planos de Moraes para a segurança pública. Além disso, Moraes não gostou do papel de protagonismo assumido pela ministra diante da crise nos presídios, solicitando um censo carcerário ao IBGE.

A situação de Moraes no Ministério da Justiça é crítica. O ministro atravessa o pior momento desde que assumiu a pasta e, segundo interlocutores ouvidos pelo jornal El País, não parece disposto a ouvir conselhos.

Em dezembro do ano passado, por exemplo, Moraes convocou uma reunião em São Paulo com cinco especialistas do Fórum Brasileiro de Segurança, do Instituto Sou da Paz, do Centro de Estudos de Segurança e Cidadania, da Open Society e do Instituto Igarapé, as principais entidades de estudos de segurança pública do país.

A proposta era elaborar um plano de segurança nacional. Porém, Moraes falou por duas horas seguidas, sem dar ouvidos aos conselhos dos representantes. No fim de semana passado, diante da eclosão da violência nos presídios, Moraes foi obrigado a detalhar precipitadamente seu plano.

Um dos especialistas no encontro de São Paulo, ouvido pelo El País, chamou o plano de Moraes de “show de horrores”. Segundo a fonte, o plano não trata da prevenção à violência, ignora tudo que vinha sendo feito nas gestões anteriores, não aborda a valorização dos policiais e dos agentes penitenciários nem lembra as principais vítimas da violência: jovens, negros e pobres. Além disso, o plano se concentra apenas nas capitais e regiões metropolitanas, abandonando mais da metade dos municípios brasileiros.

Na manhã desta terça-feira, 17, Moraes recebeu 27 secretários estaduais de segurança para debater a crise carcerária. Ainda não se sabe quais serão os frutos dessa reunião.

Filiado ao PSDB, Moraes foi indicado para o cargo pelo deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). O ministro é um dos mais próximos de Temer, que vê nele um nome forte para concorrer ao governo de São Paulo nas eleições de 2018 pelo PMDB ou em uma coalizão do partido com o PSDB.

Fontes:
El País-Balançando no cargo, ministro da Justiça reúne Governos para debater segurança

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Jane Souza disse:

    #INTERVENÇÃOMILITARJÁ!

  2. Eng. Paulo Bancovsky Pioneiro fundador da ANE ACADEMIA NACIONAL DE ENGENHARIA e ex Presidente disse:

    SEM DESENVOLVIMENTO, SEM CRESCIMENTO, SEM PROGRESSO, SEM EMPREGO E RENDA , SEM INVESTIMENTOS E DETERMINAÇÃO NA ADOÇÃO DE POLÍTICAS SENSATAS , SEM EXEMPLOS DIGNOS E REPRESENTATIVOS PARA ESTABELECIMENTO DA CONFIANÇA, DA ÉTICA DA CULTURA DO TRABALHO DIGNO E HONESTO, NESSE AMBIENTE DE CONTRADIÇÕES ENTRE O PUBLICO E O PRIVADO, NADA SERÁ EFICÁS E O CRESCIMENTO DA CRIMINALIDADE SERÁ EXPONENCIAL …. MUDA BRASIL E MUDA RÁPIDO….

  3. Júlio Cardoso disse:

    Sempre em todos os governos é convocado ministro com ficha suja ou incompetente. O pais precisa de uma varredura. E para isso, só com intervenção militar.

  4. Almanakut Brasil disse:

    Chama o vocalista do Fala Mansa!

    Pelo menos será mais autêntico!

    Falamansa – Rindo a Toa

  5. Beraldo disse:

    Já foi dito aqui que este cara só fala bobagens, desde os tempos recentes de Secretário de Segurança Pública do Alckmim.

    Não foi dito aqui que não só fala bobagens, como fala demais.

    Com certeza, apesar de todas as conveniências políticas das nomeações, a sua indicação para o cargo de Ministro da Justiça, surpreendeu e/ou desagradou geral, até mesmo entre os golpistas diversos, que alçaram Sua Alteza Michel Temer ao trono.

    Desarticulado, indefinido, ansioso, burro e despreparado tecnicamente para cargo qualquer de Ministro de Estado, aos olhos de gestor inteligente e sem o “rabo preso”, não seria chamado nem para cargo de segundo escalão.

    Sua Alteza, Michel Miguel Elias Temer, tem perfil semelhante, demonstrando nítida impressão de insegurança, como quem teme desagradar um membro ou facção qualquer dos seus confrades. Ridículo nas falas, busca na gesticulação das mãos, compensar a falta de conhecimento. Diferencia-se do seu ainda Ministro da
    Justiça, apenas pelo fato de não ser burro.

    Coisas de uma Corte Golpista, composta por conspiradores e traidores corruptos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *