Início » Brasil » Ampliação de programa levará internet a 5.296 municípios
INTERNET NAS ESCOLAS

Ampliação de programa levará internet a 5.296 municípios

Serão beneficiados 27,7 milhões de alunos de 70 mil escolas urbanas a partir de 2020

Ampliação de programa levará internet a 5.296 municípios
Ampliação do programa foi celebrada por Weintraub, em solenidade no Planalto, ao lado de Bolsonaro (Foto: José Dias/PR)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, celebrou nesta semana a ampliação do Programa de Educação Conectada.

A iniciativa é um desdobramento do Plano Nacional de Educação (PNE), lançado em 2014, na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff, pelo então ministro da Educação José Henrique Paim Fernandes.

Posteriormente, o programa foi expandido em duas ocasiões na gestão de Michel Temer. A primeira em 2017, pelo então ministro da Educação José Mendonça Filho; a segunda em 2018, pelo então ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab.

Agora, nessa nova etapa, a expectativa é que o programa permita a chegada da internet em 27,7 milhões de alunos, de 70 mil escolas urbanas, a partir de 2020. A expectativa é que sejam beneficiados 5.296 municípios, por meio de um investimento de R$ 224 milhões.

A ampliação do programa foi celebrada por Weintraub, em solenidade no Palácio do Planalto, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, na última terça-feira, 19.

“Absolutamente todas as escolas vão estar conectadas. Muitas vezes, as pessoas perguntam ‘Mas quando vai acontecer?’. É agora. Na volta às aulas. O que era raro, uma escola pública conectada à internet, passa a ser a regra. Todas as escolas que tiverem internet vão estar conectadas. E as que forem muito remotas, a gente também está conectando via satélite. É mais caro, mas, nos dias de hoje, como você pode preparar a futura geração do Brasil sem internet? Tem uma passagem na história, que quando Júlio César invadiu a Alexandria, intencionalmente ou não, os romanos colocaram fogo na biblioteca de Alexandria. A Cleópatra ficou brava com ele. Atrapalhou um pouco esse começo de namoro. Hoje, a biblioteca de Alexandria, com todo o conhecimento humano, está a um clique. E manter nossos jovens e nossas crianças sem acesso à biblioteca de Alexandria é um absurdo, assim como é um absurdo, no terceiro ano do ensino fundamental, metade de nossas crianças serem analfabetas. O fracasso completo e absoluto da educação brasileira, e eu ouso dizer fracasso, porque vai sair o PISA [Programa Internacional de Avaliação de Estudantes] agora, no começo do mês, e o Brasil estará no último lugar da América do Sul. O fruto desses 16 anos de PT e de abordagem esquerdista é deixar o Brasil em último lugar. A eleição do senhor [Bolsonaro] vai representar o ponto de inflexão. A nossa meta, infelizmente, a gente não vai conseguir de uma forma racional, é atingir, ao final de seu segundo mandato, patamares como Coreia. Mas a gente vai colocar o Brasil em primeiro lugar na América Latina”, disse Weintraub, em discurso na solenidade.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *