Início » Brasil » Anistia Internacional defende protestos durante a Copa
Campanha Mundial

Anistia Internacional defende protestos durante a Copa

Campanha 'Brasil, chega de bola fora' visa garantir o direito de liberdade de manifestação durante o evento

Anistia Internacional defende protestos durante a Copa
Campanha da Anistia Internacional também é contra a criminalização dos manifestantes (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A ONG Anistia Internacional lançou nesta quinta-feira, 8, uma campanha em defesa da realização de protestos durante a Copa do Mundo de 2014 e contra a criminalização de manifestantes. A campanha “Brasil, chega de bola fora” está mobilizando 20 seções da organização em diferentes países para colher assinaturas de pessoas que apoiam a causa. Elas serão encaminhadas à presidente Dilma Rousseeff e ao presidente do Senado, Renan Calheiros. A petição está disponível no site www.cartaoamarelo.org.br.

Para o diretor da Anistia Internacional no Brasil, Atila Roque , é dever do governo brasileiro garantir o direito à liberdade de expressão e manifestação pacífica durante o evento. Ele está preocupado com a possibilidade de políticos tentarem proibir a liberdade de expressão dos brasileiros durante o Mundial para evitar uma repetição dos protestos ocorridos no ano passado na Copa das Confederações. Tal possibilidade já foi aventada no Congresso.

“Diante desse contexto, estamos convocando a sociedade mundial a dar um cartão amarelo de advertência para o governo brasileiro, sinalizando que não aceitaremos violações de direitos humanos em nome dos grandes eventos”, diz Roque.

Ainda de acordo com o diretor, é de extrema urgência que as armas “menos letais” usadas pela polícia brasileira sejam regularizadas e que as forças de segurança recebam treinamento adequado para o policiamento dos protestos.

Fontes:
Estadão-Anistia Internacional lança campanha em defesa de protestos na Copa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *