Início » Opinião » Artigos » ANTT: defasagem de servidores e insegurança
COLUNA ESPLANADA

ANTT: defasagem de servidores e insegurança

Agência Nacional de Transportes Terrestres teve forte contingenciamento no orçamento

ANTT: defasagem de servidores e insegurança
Para piorar os agentes estão com medo de trabalhar, porque apanham nas estradas (Foto: Instagram/@anttagencia)

Assim como as Polícias Federal e Rodoviária Federal, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também teve forte contingenciamento no orçamento e as atividades estão quase paralisadas país adentro. E para piorar os agentes estão com medo de trabalhar, porque apanham nas estradas. Há casos variados.  A agência conta, atualmente, com 990 servidores de carreira – o que equivale a uma defasagem de mais de 40% no quadro de pessoal. Os agentes também cobram autorização para uso armas não letais – de choque, como as usadas pelos Detrans. Há um documento entregue três meses atrás com 125 assinaturas de agentes fiscalizadores da agência pela demanda.

No papel

Em junho, a ANTT enviou ao Ministério do Planejamento pedido de abertura de novo concurso público com a oferta de 720 vagas. Em 2016, a solicitação foi negada.

Dura realidade

Em resposta, a ANTT avisa que irá se adequar à nova realidade: “A informação de que as atividades estão quase paralisadas não procede”; mas agentes confirmam.

Sob escolta

Sobre a segurança dos agendes de fiscalização, a ANTT posiciona que eles atuam sempre acompanhados de órgãos com poder de polícia nas operações

De passagem

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), aproveitou a breve passagem pela presidência da República na última semana para agradar sua base eleitoral. O peemedebista “canetou” dois decretos que preveem a liberação de recursos para a construção de açudes em Crateús e  Lavras da Mangabeira.

Perdeu, barba

Uma das coisas que mais incomoda o ex-presidente Lula, além da sentença do juiz Sérgio Moro, é que ele sonhava ganhar o Nobel da Paz por seu trabalho de erradicação da fome no Brasil. Como condenado, já era.

Hora de Dodge

Indagado sobre a gestão de Janot, o ex-PGR Roberto Gurgel recorre a analogia: “O serviço público é como corrida de revezamento, em que cada um vai passando o bastão adiante”. Aliado de Raquel Dodge, Gurgel afirma que a procuradora, “com muito brilho”, vai levar adiante essa corrida.

Plim-plim

O ministro Moreira Franco andou conversando discretamente com a cúpula da Globo há um mês. Em vão.

Meio expediente

A Agência Nacional de Energia Elétrica também se adapta à falta de recursos. Mantém suspensas as inspeções de barragens e o call center só funciona meio expediente.

Ego

Suplente do atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, o senador Cidinho Santos (PR-MT) caprichou na decoração do gabinete no 19º andar do Senado. Mandou instalar painel de mais de 1 metro de altura com a logomarca do nome dele na sala de recepção.

Bipolar

Enquanto caciques do PSDB querem deixar o Governo, o Instituto Teotônio Vilela (ITV), do partido, o defende: “Trocar integrante de comissão, escalar deputado ou senador aliado para votar e liberar verba que consta do Orçamento é prática parlamentar corrente desde que o presidencialismo existe no Brasil.”

Louros da vitória

A carta do ITV não faz menção aos cinco votos do PSDB pela admissibilidade da denúncia contra Michel Temer. Endereçado à militância tucana, o documento sublinha: “Mesmo com todos os estratagemas, o resultado é demonstração da habilidade de Temer para lidar com adversidades no Parlamento. Nisso ele se destaca”.

Proponente

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) nega ser a “proponente” do curso de Pós-Graduação “A Esquerda no Século XXI” que terá como professoras Jandira Feghali e Dilma Rousseff. Avisa que a grade é paralela e que a instituição cederá o espaço.

Componentes curriculares

A UFFS posiciona que irá apenas disponibilizar acesso ao espaço público da biblioteca e “de salas de aula para a oferta de alguns componentes curriculares”.

Jump

A atleta brasileira Vivien Vajda, do Time Estácio (RJ), conquistou três medalhas de ouro e duas de prata no Mundial de Jump Rope nos Estados Unidos.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *