Início » Brasil » Anúncio de novos ministros comprova o afastamento de Dilma e Lula
Política

Anúncio de novos ministros comprova o afastamento de Dilma e Lula

Alguns minsitros anunciados por Dilma pertencem a uma ala do PT que não é dominada por Lula, que vai perdendo sua influência na gestão de Dilma

Anúncio de novos ministros comprova o afastamento de Dilma e Lula
Faltam 15 nomes para completar o quadro ministerial do governo, mas a tendência é que poucos sejam do PT ou aliados de Lula (Reprodução/Folhapress)

Após anunciar sete novos ministros para seu novo mandato, a presidente Dilma Rousseff deixou claro, pela escolha dos nomes, o afastamento com o partido e com o ex-presidente Lula. A indicação de Pepe Vargas (PT-RS) para o cargo de Secretaria de Relações Institucionais, que lida com o Congresso Nacional, contraria Lula e o PT.

Vargas foi ministro do Desenvolvimento Agrário durante o primeiro mandato da presidente e é de uma ala do PT mais à esquerda do que a maioria do partido. Ele será o segundo representante do Rio Grande do Sul a ocupar um dos cargos de maior peso no segundo mandato de Dilma, o outro é Miguel Rossetto, Secretário-Geral da Presidência, com quem Vargas trabalhará junto.

O ex-ocupante do novo cargo de Vargas, Ricardo Berzoini, foi transferido para o Ministério das Comunicações, o que era um desejo da cúpula do PT por ele ser integrado com o projeto de regulamentação das mídias. Porém, a entrada de Vargas nas Relações Institucionais é ruim para a corrente majoritária do partido,  da qual o presidente Lula faz parte.

Com isso, a nova equipe de Dilma perde vínculo com o ex-presidente, que passa a ter menos influência nas decisões do governo. Mercadante, que sempre foi considerado “lulista”, teve rusgas com Lula e atualmente é mais ligado a Dilma. A saída de Gilberto Carvalho da Secretaria-Geral da Presidência, braço direito de Lula, parece ter dado fim à influência de Lula. Carvalho vai para a presidência do Serviço Social da Indústria (SESI).

Outros dois petistas foram anunciados para o segundo mandato, são eles Patrus Ananias, que ficará no Ministério de Desenvolvimento Agrário e Carlos Gabas, na cadeira da Previdência.

PT terá menos influência no governo

O partido da presidente Dilma terá menos participação nesse novo período de seu governo, com 17 dos 39 ministérios. Os outros 22 foram distribuídos entre outros partidos com o objetivo de formar uma base aliada forte para realizar as mudanças necessárias.

Ainda faltam 15 nomes para completar o quadro ministerial do governo, mas a tendência é que poucos sejam do PT ou aliados de Lula. Os primeiros anunciados foram os responsáveis pela  economia, como forma de acalmar a crise que vive o país.

Fontes:
Estadao-Dilma deixa Lula e ala majoritária do PT fora do núcleo de novo governo

1 Opinião

  1. Ludwig Von Drake disse:

    Madame se afasta da ala lambanceira do PT porque não precisa mais se reeleger. Quanto a se afastar do molusco, não creio, os dois são como o Pink e o Cérebro (apenas falta o gênio).

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *