Início » Brasil » Apenas 39% da população brasileira têm esgoto tratado
Saneamento Básico

Apenas 39% da população brasileira têm esgoto tratado

Levando em conta o ritmo do avanço nos últimos cinco anos, o país demoraria 129 anos para chegar à universalização do saneamento básico

Apenas 39% da população brasileira têm esgoto tratado
Em algumas regiões do país é comum ver fossa a céu aberto (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O Ranking do Saneamento Básico, do Instituto TrataBrasil, revelou que, levando em conta o ritmo do avanço nos últimos cinco anos, o país demoraria 129 anos para chegar à universalização do saneamento básico.

Apenas 39% da população brasileira têm esgoto tratado. O avanço foi de apenas 0,3 ponto percentual em relação ao ranking de 2014. O Brasil está distante de alcançar as metas do Plano Nacional de Saneamento Básico, que prevê a universalização dos serviços até 2033.

Milhões de brasileiros ainda vivem em ambientes de risco à saúde. Os impactos na economia e na educação também são significativos.

Em algumas regiões do país é comum ver fossa a céu aberto, acúmulo de entulhos e lixo em locais frequentados pela população.

Ainda de acordo com o Ranking do Saneamento Básico, a coleta de esgoto atende atualmente 48,6% da população. Já o índice de brasileiros que têm acesso acesso a água tratada é de 82,5% — houve uma queda de 0,2 ponto percentual em relação ao ranking de 2014.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o presidente do Instituto TrataBrasil, Édison Carlos, disse que era esperada evolução maior no saneamento das grandes cidades.

Porto Velho, que tem quase 500 mil habitantes, por exemplo, nunca tratou um litro de esgoto. Em 2013, apenas 2,7% do esgoto era coletado. Quase todo o esgoto da capital do estado de Rondônia vai para fossas ou escorre até córregos e rios.

Já o município de Franca (SP), que trata 78% do esgoto, ficou pela segunda vez consecutiva em primeiro lugar do ranking. Toda a população tem acesso acesso a água tratada e coleta de esgoto.

Fontes:
Folha de S.Paulo - No ritmo atual, país levaria 129 anos para cumprir metas de saneamento

2 Opiniões

  1. Renato Fregapani disse:

    Tudo isso ? Não acredito.

  2. Joma Bastos disse:

    Há que sanear os políticos que desprezam o saneamento básico!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *