Início » Brasil » Aprovação de Dilma cai de 42% para 23%
Pesquisa Datafolha

Aprovação de Dilma cai de 42% para 23%

Pesquisa Datafolha revelou ainda que o índice de entrevistados que avaliam negativamente o governo aumentou de 24% para 44%

Aprovação de Dilma cai de 42% para 23%
Pesquisa contou com a participação de 4 mil eleitores em 188 municípios (Fonte: Reprodução/Midiacon)

Uma pesquisa Datafolha divulgada neste sábado, 7, revelou que a aprovação do governo Dilma Rousseff caiu de 42% em dezembro para 23% em fevereiro.

O índice de entrevistados que avaliam negativamente o governo aumentou de 24% para 44% no mesmo período.

A pesquisa, realizada entre os dias 3 e 5, contou com a participação de 4 mil eleitores em 188 municípios.

Ainda de acordo com o instituto Datafolha, 46% dos eleitores consideram que Dilma mentiu durante a campanha eleitoral de 2014. Além disso, 47% dos brasileiros consideram a presidente desonesta, 54% a consideram falsa e 50% acham que ela é indecisa.

Em relação ao escândalo na Petrobras, a pesquisa mostrou que apenas 14% dos eleitores acreditam que Dilma não sabia do esquema de corrupção na estatal. Outros 77% dos entrevistados acreditam que a presidente sabia do esquema.

Vinte e um por cento dos entrevistados disseram que a corrupção é o maior problema do Brasil. O tema perdeu apenas para saúde, que contabilizou 26%.

Confira abaixo o resultado da pesquisa Datafolha de avaliação do governo Dilma:

– Ótimo/bom: 23%
– Regular: 33%
– Ruim/péssimo: 44%
– Não sabe/não respondeu: 1%

Fontes:
G1 - Avaliação negativa do governo Dilma é de 44%, diz Datafolha

8 Opiniões

  1. Verônica Fonseca disse:

    Meu Deus, que medo desse poder !! quantas irregularidades, desajustes, robalheiras .DONA Dilma, nos respeite !!!

  2. Honorio Tonial disse:

    REFORMA ELEITORAL.

    Um Senador do PT defendeu na tribuna do Senado o princípio da proporcionalidade.
    Os partidos seguem o estabelecido nos seus estatutos?
    A proporcionalidade atual no Brasil parece formada por uma coligação de partidos, a maioria dos quais são produtos da lavagem cerebral imposta, goela abaixo, pelos marqueteiros e pelas promessas mentirosas das candidaturas.
    Outro Senador preferiu a reforma tributária e as contribuições de campanhas.
    E, assim vão ressaltando os aparentes gargalos da eleição.
    A meu ver, o primeiro assunto a merecer a reforma eleitoral é o eleitor, o votante.
    Deveriam ser levadas em consideração as seguintes temáticas;
    Voto Secreto
    Voto obrigatório ou facultativo
    Voto distrital ou outro
    Idade para votar.
    Voto do analfabeto,
    Voto do bolsista de qualquer benefício.
    Voto dos militares
    Em segundo lugar, os candidatos:
    Idade mínime
    Grau de Instrução
    Ficha limpa
    Indicado pelo partido ou coligação
    Eleição geral de 5 em 5 anos ou de 4 em 4 anos.
    Proibida a reeleição nos cargos majoritários
    Proibidos os marqueteiros.

  3. dragaoforte disse:

    A verdade…temos um poste no comando….

  4. Joaquim Caldas disse:

    Esses 23% é falso,deve ser 13% de aprovação. Nem o próprio PT quer mais essa mulher imprestável.
    Vem aí uma multidão de mais de 5 milhões de pessoas,nus,nas ruas,arrastando o Bloco “FORA DILMA” Ei pessoal,ei moçada,carnaval começa com Dilma engaiolada!!!
    Dilma,a mulher mais mentirosa do planeta!

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    Para mim que não fui entrevistado é 0% ou “0” à esquerda, essa mulher não serve para nada FORA DILMA DE IMEDIATO

  6. ney disse:

    Está boa, esta aprovação, para quem ganha n% do valor do combustível, privatizando as br, deixando produtos na aduaneira tempo demais sem dar satisfação ao contribuinte, criando novos impostos, tentando entregar a nossa agua para a coca cola e nestle, essa popularidade está alta.

  7. Miguel disse:

    Tem que ser destronada, já.

  8. unhudo disse:

    VOTA NA DILMA, VOTA, BANDO DE IGNORANTES CORRUPTOS ALOPRADOS! AGORA PAGA A CONTA DE BICO CALADO!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *