Início » Brasil » Araújo cita China como modelo para política externa
CHANCELER BRASILEIRO

Araújo cita China como modelo para política externa

Chanceler brasileiro cita ameaças de Cuba e Venezuela e defende modelo chinês de ‘agir sem pedir desculpas’ na política externa

Araújo cita China como modelo para política externa
Chanceler criticou a neutralidade da política externa brasileira (Foto: Valter Campanato/Agência Brasil)

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defendeu o modelo chinês de política externa de “agir sem pedir desculpas” como postura a ser seguida pelo Brasil.

Em um artigo publicado na última segunda-feira, 7, na agência Bloomberg, Araújo ataca a política externa do ex-presidente Lula –  a qual chamou de “desastrosa” –  e afirmou que mudá-la faz parte “do mandato sagrado do povo confiado a Jair Messias Bolsonaro”.

“Queremos promover a liberdade de pensamento e de expressão em todo o mundo. Isso é essencial para promover qualquer outra mudança e qualquer outra liberdade. A eleição de Bolsonaro no Brasil só foi possível porque as pessoas puderam trocar livremente suas ideias e expressar seus sentimentos, sem serem tolhidas pela camisa-de-força da mídia tradicional”, escreveu o chanceler.

Araújo afirma que é preciso enfrentar ameaças de regimes não democráticos, que exportam o crime, a instabilidade e a opressão e cita como exemplo “ditaduras como Venezuela e Cuba”. O chanceler critica a neutralidade da política externa brasileira, diz que “ninguém respeita esse tipo de comportamento” e afirma estar convencido de que “um Brasil muito mais assertivo, um país que fala com sua própria voz em vez de dublar a de outros, será um parceiro muito melhor – no comércio ou em qualquer outra área”.

Em seguida, Araújo cita o modelo chinês como exemplo a ser seguido pelo Brasil. “Vejam a China. A China defende, sem pedir desculpas, seu interesse nacional e sua identidade, suas ideias específicas sobre o mundo, defende seu sistema – e todos fazem cada vez mais negócios com a China”, apontou o chanceler.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *