Início » Cultura » Artes Plásticas » Artista que deu fama à escadaria da Lapa é encontrado morto
Lapa de luto

Artista que deu fama à escadaria da Lapa é encontrado morto

Jorge Selarón, autor do mosaico que rendeu fama mundial à escadaria, vinha sofrendo ameaças de ex-colaborador

Artista que deu fama à escadaria da Lapa é encontrado morto
Pintor sentia-se traído, estava deprimido e evitava sair de casa (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Foi encontrado morto na manhã desta quinta-feira, 10, o pintor e ceramista chileno Jorge Selarón. O artista é o autor da arte em cerâmica que transformou os 215 degraus da escadaria Selarón, também conhecida como escadaria da Lapa, em ponto de visitação turística. Seu corpo foi encontrado na própria escadaria, com marcas de queimaduras e ao lado de uma lata de thinner, tipo de solvente usado como entorpecente.

Segundo um amigo do pintor, Selarón, que costumava passar os dias conversando com turistas e mostrando seus trabalhos, andava deprimido e quase não saía de casa. Muito comovido, o amigo contou que Selarón vinha sofrendo ameaças e sentia-se traído. “A gente já esperava que ele chegasse ao limite e pusesse fim à própria vida. Ele andava muito triste e dizia que foi traído”, disse o amigo.

Jorge Selarón na escadaria antes do mosaico (Reprodução/Internet)

Em entrevista recente ao jornal O Globo, Selarón havia afirmado que estava sendo ameaçado por um antigo colaborador de seu atelier, Paulo Sérgio Rebello. O ex-colaborador é irmão de Wilton Quintanilha Rebello, ex-chefe do tráfico do morro Santo Amaro, no Catete, que também comanda o tráfico de drogas na Lapa.

Paulo tentava obrigar Selarón a ceder os rendimentos obtidos com a venda de quadros. “Eu ajudei muito esse rapaz. Mas ele cresceu o olho, queria tudo, queria os quadros, os lucros. E olha que eu o tinha mandado para Londres, Paris, Barcelona. Como não concordei com isso, as ameaças começaram em novembro do ano passado e não pararam mais. Ele não se conformou”, dissera Selarón.

O caso começou em novembro, quando Selarón viajou de férias a Paraty, deixando Paulo à frente dos negócios do atelier. O artista conhecia Paulo há cinco anos, quando passou a encomendar-lhe trabalhos impressos de sua pintura. Durante o tempo em que estava no comando do atelier, Paulo passou a se desentender com outros colaboradores do pintor, entre eles o argentino Cesar Gomez. Quando Selaron retornou ao atelier, Paulo pediu que o artista demitisse Gomez e mais outros dois colaboradores. “Selarón disse que não faria aquilo de jeito algum e resolveu romper com Paulo. Ele disse então que, se ele não ganharia mais dinheiro, Selarón também não ganharia mais nada”, disse Gomez.

A situação se agravou na manhã do dia 23 de novembro, quando Selarón, como era de costume, pintava quadros na calçada da escadaria, em frente ao seu atelier. Paulo se aproximou e derrubou os quadros, danificando também o cavalete e o material de pintura. Assustado, o pintor registrou queixa na 7ª DP (Santa Teresa), porém as intimidações não cessaram. Paulo passou a amedrontar Selarón, ameaçando esfaqueá-lo em duas ocasiões e chegando a agredir o pintor no último dia 28.

O delegado Eduardo Joaquim Baptista Filho informou, por meio da assessoria de imprensa da Polícia Civil, que o caso foi encaminhado ao Juizado Especial Criminal. Veja abaixo o documentário “O Vermelho de Selarón”, de Rafael Bacelar Nogueira — 2º lugar em documentário Curta Criativo 2010

Fontes:
O Globo-Artista de escadaria da Lapa, Selaron é encontrado morto

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. goretti dias disse:

    que pena, uma coisa horrível.. um homem inteligentíssimo que amava o Brasil e principalmente o Rio de janeiro, e deixou o seu País pra viver aquí e foi morto por um invejoso e que tbm deveria ser gigolô! pelo que estou lendo o cara não trabalhava, não fazia nada e ficava a sombra desse artista.. acho que tem alguma coisa estranha aí, será que eles eram amantes????a polícia tbm tem que investigar por esse lado de crime passional. o cara pode ter ameçado por ele não querer dar mais boa vida e aí se revoltou e matou… fica a dica pra investigarem, pois vemos tantos casos assim no Brasil e no mundo inteiro!

  2. Defato.Dedireito disse:

    Violência, novamente a violência ceifando a Arte. Lamentável perder esse brasileiro nascido no Chile.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *