Início » Brasil » As despesas curiosas da Presidência da República
Gastos públicos

As despesas curiosas da Presidência da República

A Secretaria de Administração da Presidência da República comprará televisões, máquina de costura, porta-agulhas e espátulas

As despesas curiosas da Presidência da República
Gastos públicos: contas complexas e despesas curiosas (Fonte: Reprodução/Veja/Contas Abertas)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O site Contas Abertas divulgou uma lista de compras no mínimo curiosa da Presidência da República e de outros órgãos públicos.

A Secretaria de Administração comprará 33 televisões de diversas marcas, com tamanhos variando entre 26 e 65 polegadas, por R$ 47,5 mil.

Além das televisões, o órgão também comprará uma máquina de costura do tipo reta industrial, que consegue fazer até 500 pontos por minuto e custará R$ 1,2 mil. Também serão comprados 25 porta-agulhas e 60 espátulas, por R$ 1,2 mil.

Já o Tribunal de Justiça do Distrito Federal deve comprar mil toalhas de rosto brancas com costura dupla nas bordas e 100 travesseiros de algodão, com 180 fios e na cor branca. Essas peculiaridades custarão R$ 8,7 mil aos cofres públicos.

A Secretaria do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por sua vez, pretende comprar quatro poltronas, de R$ 2,8 mil cada, e 18 cadeiras com assento giratório, que custarão R$ 34 mil.

O STJ vai adquirir 72 tablets da marca Apple e capinhas smart cases de poliuretano na cor cinza. Os eletrônicos devem custar cerca de R$ 210 mil.

A Agência Brasileira de Inteligência pretende comprar 2.029 computadores das marcas Positivo e HP. A compra sairá por R$ 5,8 milhões.

Fontes:
Veja - Presidência comprará 33 televisões por R$ 47,5 mil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

7 Opiniões

  1. Markut disse:

    Nada mais do que um forte sinal de como o viés cultural da enfraquecida fronteira entre o privado e o público ainda impera entre nós.
    Falta educação e a pátina do tempo para sairmos dessa imaturidade institucional.

  2. Carlos U. Pozzobon disse:

    Seria interessante que alguém investigasse o destino da “máquina de costura reta industrial com até 500 pontos por minutos”. Quem será que fez semelhante encomenda? Eu estou sabendo que as Alegres Comadres do Planalto se reúnem para tomar chá. Mas não sabia que se dedicavam à máquina de costura.

  3. olbe disse:

    Faltou FISCALIZAR e PUNIR. A sensação de impunidade faz com que cada vez mais “eles’ se apropriem do dinheiro público como se fosse particular. FISCALIZAR e PUNIR!!!

  4. João Batista Schneiders disse:

    Quando o povo paga a conta é fácil gastar! O problema é que esta corja toda nunca mais precisa trabalhar!!!
    Bobos somos nós…

  5. Áureo Ramos de Souza disse:

    TA BOM, ASSIM É F @ $ #

  6. helo disse:

    Fico curiosa como Pozzobon com o destino da máquina industrial de costura reta. Para que tantos e tão caros porta-alfinetes? Foi um erro de digitação?

  7. André Luiz D. Queiroz disse:

    Vai ver a máquina de industrial de custura reta é pra “costurar alianças políticas” nesse ano de eleição!… Já os televisores são pra acompanhar a imagem de Dilma Rousseff na mídia televisiva, ‘claro’ (isso é de lascar!…)
    E a lista de exageros, abusos e absurdos não se esgota nisso: duvido que os “72 tablets da marca Apple com capinhas smart cases de poliuretano na cor cinza” que o STJ vai adquirir por R$ 210 mil sejam para aumentar a produtividade dos juízes e assessores! E, mesmo que os tablets se destinem realmente a trabalho (se bem utilizados, podem agilizar muitíssimo o acesso à informação), precisa ser da marca mais cara?…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *