Início » Brasil » Aumento no consumo ajuda o Brasil a superar a recessão
CRISE ECONÔMICA

Aumento no consumo ajuda o Brasil a superar a recessão

Brasileiros quitam dívidas, aumentam a demanda por crédito e fazem setor de varejo se preparar para o melhor Natal desde o início da crise

Aumento no consumo ajuda o Brasil a superar a recessão
No momento, o único obstáculo para uma recuperação total é a instabilidade política (Foto: EBC)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A gerente de contas Maria Cláudia Faria experimenta um alívio financeiro neste Natal. Após ter sua renda reduzida pela metade nos últimos dois anos, por conta da recessão, ela finalmente está terminando de pagar suas dívidas.

Em entrevista ao Financial Times, ela lembra que passou a usar quatro cartões de crédito e teve de vender o carro para reestruturar suas dívidas. “Eu não conseguia mais dormir, estava preocupada. Eu não tinha dinheiro e não tinha mais uma renda. Agora estou mais tranquila, pois vou encerrar este ano sem dívidas, graças a Deus, e posso tomar empréstimos de novo”, disse Faria.

Assim como ela, muitos brasileiros estão voltando a recorrer ao crédito, o que ajuda o país a se recuperar da maior recessão de sua história. O Brasil, agora, se prepara para o que deve ser o melhor Natal para o setor do varejo desde o início da crise econômica.

Estimativas apontam que a economia brasileira deve crescer em torno de 1% este ano. A previsão é otimista se comparada à retração de 3,6% registrada em 2016. A melhora no cenário econômico é refletida nos resultados dos bancos.“Os empréstimos pessoais no Brasil aumentaram 10%, o que foi refletido em um aumento no consumo no terceiro trimestre”, disse o Banco Itaú, no boletim informativo sobre o último trimestre.

O setor de varejo também sente a melhora. As vendas cresceram 9,3% em setembro, comparadas ao mesmo período do ano anterior. “O varejo brasileiro finalmente retomou a trajetória de crescimento no terceiro trimestre”, diz o informe da Magazine Luiza sobre os resultados mais recentes.

No momento, o único obstáculo para uma recuperação total continua sendo as eleições do próximo ano, tidas como as mais imprevisíveis em uma geração. Com a classe política devastada por escândalos de corrupção, não há um candidato evidente. “A política, talvez, seja o único grande motivo para cautela”, diz Mauro Roca, da TCW, empresa que atende fundos de pensão e seguradoras.

Fontes:
Financial Times-Brazilian shoppers help buoy nascent recovery

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. laercio disse:

    O candidato evidente é Bolsonaro! na ausência do mesmo precisamos de uma comissão militar.
    O cenário econômico cita recuperação mas isto é ilusão! As novas medidas apresentadas nas reformas farão com que o poder de compra da população seja “esmagado”, diminuindo significativamente a aquisição de produtos e serviços, diminuindo a rotatividade necessária para a movimentação da economia criando a falência quase total das atividades econômicas, estaremos a poucos passos de se tornar uma nova Venezuela. O caminho correto consiste na eliminação imediata de benefícios políticos, combate radical aos diversos tipos de tráficos, instituição de prisão perpétua sob regime de trabalhos forçados, militarização do ensino nas escolas e universidades públicas, dentre outras.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *