Início » Brasil » Barbosa critica Dilma: ‘Nunca tivemos um chefe de Estado tão mal-assessorado’
Pelo Twitter

Barbosa critica Dilma: ‘Nunca tivemos um chefe de Estado tão mal-assessorado’

Ex-ministro do STF rebateu o comentário da presidente de que ela 'não respeita delator' e lembrou que atentar contra o Judiciário é crime de responsabilidade

Barbosa critica Dilma: ‘Nunca tivemos um chefe de Estado tão mal-assessorado’
Joaquim Barbosa rebateu a fala da presidente em sua conta no Twitter (Foto: Flickr)

Em sua conta no Twitter, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, criticou a fala da presidente Dilma Rousseff, que, questionada sobre o depoimento do dono da UTC, Ricardo Pessoa, na Operação Lava Jato, disse não respeitar delator.

twitterbarbosa

Em uma declaração breve e improvisada durante sua visita a Washington, a presidente comparou os delatores da Lava Jato ao traidor da Inconfidência Mineira Joaquim Silvério dos Reis e mais uma vez recorreu à sua experiência durante a ditadura.

“Eu não respeito delator, até porque estive presa na ditadura militar e sei o que é. Tentaram me transformar numa delatora. A ditadura fazia isso com as pessoas presas, e garanto a vocês que resisti bravamente”, disse.

Pelo Twitter, Barbosa rebateu a fala da presidente nesta segunda-feira, 29. O ex-ministro disse que há algo “profundamente errado” na vida pública do país, que nunca teve um chefe de Estado “tão mal assessorado” quanto a presidente. Ele afirmou que Dilma comete crime de responsabilidade ao atentar contra o andamento do judiciário.

“Assessoria da Presidente deveria ter lhe informado o significado da expressão ‘law enforcement’: cumprimento e aplicação rigorosa das leis. Zelar pelo respeito e cumprimento das leis do país: esta é uma das mais importantes missões constitucionais de um presidente da República!”, escreveu Barbosa.

O ex-ministro defendeu a prática da delação premiada, dizendo que a colaboração com a Justiça é um instituto penal-processual previsto em lei no Brasil.

Ainda no Twitter, Barbosa disse que “a Constituição não autoriza o Presidente a ‘investir politicamente’ contra as leis vigentes, minando-lhes as bases”.

“Caberia à assessoria informar a Presidente que: atentar contra o bom funcionamento do Poder Judiciário é crime de responsabilidade”, afirmou.

Barbosa perguntou, também, se seus seguidores estão vendo “o estrago que a promiscuidade entre dinheiro de empresas e a política” causa nas instituições.

Em sua delação premiada, Ricardo Pessoa já citou mais de 20 políticos, além de partidos.

Fontes:
O Globo - Dilma diz que ‘não respeita delator’ e cita doação da UTC a Aécio
Folha - Ex-ministro Joaquim Barbosa critica Dilma por atacar delator da Lava Jato

2 Opiniões

  1. André Luiz D. Queiroz disse:

    carlos alberto,
    Não basta ter um ‘Joaquim Barbosa’ na presidência. Na verdade, é preciso que a sociedade brasileira, como um todo, passe a ter como valores caráter e dignidade. Eu também admiro Joaquim Barbosa (e ainda assim também tenho algumas críticas a ele). Porém, não acho que o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa seja a figura pública brasileira mais indicada para ocupar a presidência da república. Barbosa é polêmico, divide opiniões, tem também muitos detratores, enquanto a função da presidência da república requer capacidade política de consenso das várias esferas de poder do cenário político…
    Abraços!

  2. carlos alberto martins disse:

    é uma pena que joaquim barbosa ou alguém com o mesmo carater e dignidade,não se candidate a líder de nossa nação.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *