Início » Brasil » Barusco diz que PT recebeu até US$200 milhões em propinas
Operação Lava-Jato

Barusco diz que PT recebeu até US$200 milhões em propinas

As informações do delator serviram para a nona fase da Operação Lava-Jato

Barusco diz que PT recebeu até US$200 milhões em propinas
Delator Pedro Barusco, ex-gerente da diretoria de Serviços da Petrobras (Reprodução/TV Globo)

Nesta quinta-feira, 5, João Vaccari Neto, atual tesoureiro do PT, foi ouvido pela Polícia Federal de São Paulo na condição de investigado por suspeito de corrupção. Segundo a acusação do ex-gerente da diretoria de Serviços da Petrobras, Pedro Barusco, Vaccari teria recebido US$50 milhões em propinas “em nome do PT” em 90 contratos firmados com a Petrobras entre 2003 e 2013.

Leia mais: Operação Lava Jato investiga empresa de José Dirceu
Leia mais: Lava Jato mata as concorrentes da Odebrecht
Leia mais: Empresas citadas na operação Lava Jato doaram R$ 24,3 mi a políticos

Segundo o Valor Econômico, o delator disse à força-tarefa da Operação Lava-Jato que estima que “foi pago valor aproximado de US$150 milhões a US$200 milhões ao Partido dos Trabalhadores”. Ele também cita um suposto pagamento de proprina a Vaccari no valor de US$4,5 milhões que teria sido paga pelo estaleiro Keppell Fels.

Os depoimentos de Barusco que foram divulgados nesta quinta-feira, 5, pela Justiça Federal do Paraná, foram prestados em novembro do ano passado. Foi através dessas informações do delator que a Polícia Federal deflagrou, entre outras, a nona fase da Operação Lava-Jato.

Fontes:
Valor Econômico-Delator diz que PT recebeu até US$200 milhões em proprinas
O Globo-Delator diz que PT recebeu até US$ 200 milhões em propina; US$ 50 milhões pelas mãos de Vaccari

2 Opiniões

  1. jovelino bispo vieira disse:

    ISSO POR QUE A P.F. AINDA NAO COMECOU A INVESTIGAR O BNDES, O ROMBO DEIXADO PELO “PT/ PMDB” PROMETE SER BEM MAIOR QUE OS 88 BILHOES

  2. Ludwig Von Drake disse:

    O Partido dos Trabalhadores Ladrões segue à-risca a cartilha de Gramsci, principalmente na parte em que ele ensina que o partido operário deve assumir o poder e desmoralizar as instituições. Trata-se de destruir o capitalismo por dentro do sistema, já que o confronto armado fracassou. O problema é que alguns, fracos de caráter, se afeiçoaram às benesses do poder.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *