Início » Brasil » BC reduz projeção de inflação, que deve fechar 2016 em 7,43%
BOLETIM FOCUS

BC reduz projeção de inflação, que deve fechar 2016 em 7,43%

Pela segunda vez consecutiva, Banco Central reduz projeção da inflação para 2016. Por outro lado, a projeção de recuo do PIB para este ano aumentou de 3,54% para 3,60%

BC reduz projeção de inflação, que deve fechar 2016 em 7,43%
Boletim Focus é divulgado semanalmente pelo Banco Central (Foto: EBC)

Analistas do mercado financeiro reduziram pela segunda semana consecutiva a projeção para a inflação este ano. Segundo o boletim Focus, divulgado nesta segunda –feira, 21, pelo Banco Central, o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) deve fechar 2016 em 7,43%, próximo do teto de 6,5%, mas acima da meta de 4,5%. Na semana passada, a estimativa para o ano era de 7,46%.

Para 2017, a projeção é que o IPCA feche em 6%. Ainda segundo o boletim, a taxa de juros, a Selic, deve  permanecer alta e fechar 2016 em 14,25%. Para 2017, há previsão de queda para 12,50%.

Por outro lado, a projeção de recuo do PIB para este ano aumentou de 3,54% para 3,60%. A expectativa é de uma leve recuperação da economia em 2017, com estimativa de crescimento de 0,44%.

Ainda de acordo com o BC, o dólar deve fechar este ano em R$ 4,20, a quinta redução de projeção consecutiva. As estimativas para o ano que vem também melhoraram, com a projeção do dólar caindo de R$ 4,34% na semana passada, para R$ 4,30.

O boletim Focus é divulgado semanalmente pelo Banco Central e contém estimativas de analistas financeiros consultados pelo órgão.

Fontes:
O Globo-Analistas pioram previsão para o PIB deste ano, que deve cair 3,60%

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Beraldo disse:

    A inflação em 2002, último ano de FHC foi de 12,5%, e não havia crise econômica mundial e nem crise política interna. E a “propinoprivataria já tinha comido solta”, tanto assim que, logo depois, O Capo FHC comprou por 11 milhões de euros, o seu célebre apartamento em Paris.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *