Início » Brasil » Bendine fará enxugamento de terceirizados na Petrobras
Coluna Esplanada

Bendine fará enxugamento de terceirizados na Petrobras

Presidente da estatal vai começar em breve a fazer a limpa com demissões, para otimizar gastos

Bendine fará enxugamento de terceirizados na Petrobras
Presidente da Petrobras, Aldemir Bendine (Fonte: Reprodução/Agência Senado)

O presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, já tem o mapeamento dos cargos na estatal e subsidiárias no Brasil e no exterior, e vai começar em breve a fazer a limpa com demissões, para otimizar gastos. Conforme antecipou a Coluna, os cortes começam na Comunicação da holding, que mantém cerca de 1.170 funcionários, entre servidores e terceirizados. Bendine decidiu manter apenas 400 nos setores de atendimento à imprensa, publicidade, relações públicas e comunicação institucional.

Visita de cortesia

O tempo revelará que os bilionários chineses só vieram investir com a certeza de que a Terceirização vai ser aprovada. São os que mais empregam assim no Brasil.

Importados

Os chineses da State Grid, consórcio que controla a obra, querem trazer para o País 5 mil compatriotas para a construção das linhas de transmissão da usina de Belo Monte.

Passeio ou trabalho?

Presidente da Câmara, Eduardo Cunha fará sua primeira missão internacional com pequeno séquito para Israel e Rússia no feriadão do Corpus Christi.

Perigo afastado…

Governador de Goiás, Marconi Perillo anda em baixa com a cúpula do PSDB. Não faz parte do núcleo, que inclui o presidente, senador Aécio Neves (MG), os senadores José Serra (SP), Cássio Cunha (PB), Aloysio Nunes (SP) e FHC. Nas rodinhas, o goiano é chamado de Marconi Perigo — pela suposta ligação com o bicheiro Cachoeira.

… mas perto do Poder

A proximidade de Marconi com o Planalto e os afagos à presidente Dilma Rousseff — que salvou a CELG com R$ 2 bilhões — e as tratativas nem tanto sigilosas de possível filiação dele ao PSD fizeram os tucanos se afastarem do governador.

‘Maiores’ no crime

Passaram-se oito anos desde o crime de comoção nacional, em que menores arrastaram de carro e mataram o menino João Hélio no Rio, e a cidade e o Brasil continuam a assistir impotentes seguidos casos de atrocidades protagonizados por menores.

Reforma Tiririca

Do deputado Heráclito Fortes (DEM-PI), sobre reforma política que vai a plenário: ‘É a Reforma Tiririca, pior do que tá, não fica’ — em alusão ao mote de campanha do colega.

Roteiro religioso

Maior estância turística do eixo Brasília-Anápolis-Goiânia, Pirenópolis (GO), terra das belas cachoeiras, promove de hoje a domingo a tradicional festa das Cavalhadas.

Você já sabia

Cantamos a bola e a Câmara aprovou o artigo 3º na MP 668 que muda a legislação para PPP e estende a permissão para o tipo de contrato ao Poder Legislativo. A Câmara vai lançar em breve edital para a construção do shopping e do Anexo V de gabinetes.

Lupa neles

Com a lupa da imprensa, da CGU e do TCU tão perto do Congresso Nacional, começam as apostas para saber qual construtora vai topar o empreendimento na Câmara com total lisura. A conferir. Os deputados dizem que a obra se paga em poucos anos.

Poder ‘terceirizado’

Se a presidente Dilma não vetar, o ‘contrabando’ (texto sem ligação com o teor da MP) que permite PPP no Legislativo vai causar efeito cascata pelo País, diz deputado: Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores vão aprovar leis para farra de obras.

Poder cega (e ensurdece)

O ex-presidente Lula, que inventou a ‘imprensa golpista’ e a ‘perseguição’ da elite, soltou mais outra bobeira: ‘Quem bate panela tem que entender que Dilma foi eleita’. Esqueceu de dizer que a democracia permite a manifestação dos insatisfeitos.

Articulação de Dilma

De político (pessimista) que circula desde que dom Pedro soltava pipa, sobre articulação atual: ‘Não adianta trocar o Garçom (Luiz Sérgio) pelo Mordomo (Michel Temer)’.

Turma do jatinho

Miami já virou puxadinho. Os ricos brasileiros que desejam exclusividade começam a comprar casas e apartamentos no Caribe. St. Marteen é o destino mais procurado.

Ponto Final

Do jeito que a situação vai, é mais fácil os políticos legalizarem áreas permitidas para assalto nas cidades do que mudarem o defasado Código Penal.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *