Início » Brasil » Bolsonaro ameaça isolar Argentina no Mercosul
AMÉRICA DO SUL

Bolsonaro ameaça isolar Argentina no Mercosul

Em entrevista a jornalistas em Tóquio, Bolsonaro diz que a volta da 'turma do Foro de São Paulo da Cristina Kirchner' coloca em risco o Mercosul

Bolsonaro ameaça isolar Argentina no Mercosul
Aliado de Macri, Bolsonaro tem se posicionado contrário a eleição da chapa de Kirchner (Foto: José Dias/PR)

Aliado de Mauricio Macri, o presidente Jair Bolsonaro ameaçou isolar a Argentina no Mercosul caso a chapa formada por Alberto Fernández e Cristina Kirchner vença as eleições argentinas e feche a economia. O pleito eleitoral ocorre no próximo domingo, 27.

Bolsonaro já se posicionou, em diferentes oportunidades, contra a eleição da chapa de Kirchner. Durante sua viagem ao Japão, o chefe de Estado brasileiro voltou a afirmar que a ascensão de Fernández e Kirchner pode “colocar em risco todo o Mercosul”.

Desde que as eleições argentinas começaram a se aproximar, ogoverno Bolsonaro passou a se posicionar a favor de Macri. Isso porque, segundo as pesquisas, a chapa de Kirchner tem grandes chances de ser eleita, sendo a principal favorita no pleito eleitoral.

Em agosto, o ministro da Economia, Paulo Guedes, já havia ameaçado deixar o Mercosul caso a chapa de Kirchner vencesse as eleições. Em resposta, o presidenciável Alberto Fernández garantiu que não fecharia a economia do país, destacando a prioridade do bloco econômico.

Durante a viagem de Bolsonaro a Tóquio, os jornalistas perguntaram, nesta quarta-feira, 23, se o Brasil realmente poderia deixar o Mercosul em caso da Argentina não manter a economia aberta. Em resposta, Bolsonaro admitiu que pode se reunir com Uruguai e Paraguai para tomar uma decisão com relação à Argentina.

Bolsonaro citou a suspensão do Paraguai, em 2012, quando ocorreu o impeachment do então presidente Fernando Lugo. Na época, a Venezuela foi aceita como membro.

“Aquela [suspensão do Paraguai] foi com outros propósitos. O nosso propósito não é facilitar a esquerda a formar uma grande pátria bolivariana como queriam os governantes naquela época. Nossa ideia é, sim, de fato, abrir o mercado e fazer comércio com o mundo todo”, afirmou Bolsonaro, segundo noticiou o Globo.

Perguntado se uma possível expulsão da Argentina do bloco estaria entre as possibilidades, Bolsonaro afirmou que é necessário “contar sempre com o improvável e se preparar como reagir a possíveis mudanças”. Em seguida, destacou que a volta da “turma do Foro de São Paulo da Cristina Kirchner” coloca em risco o Mercosul.

Leia mais: É tenso o clima na Argentina a poucos dias da eleição
Leia mais: O que está em jogo nas eleições argentinas?
Leia mais: Bolsonaro pede ‘responsabilidade’ a argentinos em eleições
Leia mais: Com Kirchner, Argentina pode virar uma Venezuela, diz Bolsonaro

Fontes:
O Globo-Bolsonaro ameaça isolar a Argentina no Mercosul se peronismo ganhar no domingo
Folha de São Paulo-Retorno de Kirchner pode colocar Mercosul em risco, diz Bolsonaro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rogerio de Oliveira Faria disse:

    É mais fácil o Brasil ficar isolado com esse (des)governo.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *