Início » Brasil » Brasil deve receber 3 mil refugiados sírios em 2017
POLÍTICA DE REFÚGIO

Brasil deve receber 3 mil refugiados sírios em 2017

O secretário de Justiça, Gustavo Marrone, indicou que o governo brasileiro deve reassentar 3 mil sírios vindos de campos de refugiados no Oriente Médio

Brasil deve receber 3 mil refugiados sírios em 2017
O governo dará prioridade àqueles que tiverem em regiões consideradas 'de maior perigo' (Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O governo brasileiro anunciou que o país está disposto a receber em 2017 pelo menos 3 mil sírios vindos de campos de refugiados da Jordânia, Turquia e Líbano. O anúncio foi feito pelo novo secretário de Justiça e presidente do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), Gustavo Marrone, que esteve em um encontro das Nações Unidas para refugiados, em Genebra.

Marrone afirmou que o governo dará prioridade aos refugiados que estiverem em regiões consideradas “de maior perigo” e onde há o risco de campos de refugiados fecharem, diferentemente das negociações do governo Dilma Rousseff, que tratavam do reassentamento de refugiados vindos da Europa. “Temos uma posição fechada, incluindo com a ONU, de que o esforço é de tirar os sírios da região de maior perigo, que é justamente o Oriente Médio. Os refugiados na Europa seriam no segundo momento”, disse o secretário.

De acordo com Marrone, a política brasileira de refúgio não será alterada. Ele garantiu que irá ampliar os esforços para abrigar refugiados. O secretário disse ainda que o governo focará em solucionar 26 mil casos que aguardam para serem julgados de pedidos de refugiados e garantiu que até 2017 eles serão resolvidos.

O reassentamento de 3 mil refugiados sírios no Brasil já havia sido pedido pelo governo dos Estados Unidos em agosto. Segundo a Conare, foram 2.077 refugiados sírios que entraram no país entre 2011 e agosto de 2015.

Outras nacionalidades

Além do reassentamento de sírios, o governo firmou um compromisso com as Nações Unidas de abrigar famílias da Guatemala, Honduras e El Salvador localizados em campos de refugiados no México ou em outros países na América Central. Ainda não há um número fixo de pessoas que deverão ser beneficiadas pelo projeto (que também contará com a participação de outros países).

Marrone explicou que haverá uma missão brasileira para campos de refugiados no México, junto com a ONU, para localizar famílias que serão abrigadas no Brasil. O governo informou que deverá usar um modelo de reassentamento semelhante ao canadense, onde incentivará o setor privado a participar dos esforços.

Milhares de famílias que vivem na região conhecida como Triângulo Norte da América Central (Guatemala, Honduras e El Salvador) se deslocam de seus países fugindo da violência. De acordo com o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) apenas em 2015, 3,4 mil pessoas, a maioria de salvadorenhos e hondurenhos, buscaram refúgio no México.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Brasil deve receber 3 mil sírios de campos de refugiados no Oriente Médio
Portal Brasil-Brasil participa de reunião da ONU para Refugiados
Folha de S. Paulo-EUA esperam reaquecer relação com o Brasil após o impeachment

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Espera-se que estes felizardos tenham o bom senso de se adaptar à cultura e costumes brasileiros e não venham com ideias proselitistas, como tem sido no Califado Alemão do Oeste (ex-Alemanha) e no Sultanato maometano dos Francos (ex-França).

  2. mario alberto benedetto disse:

    Parabens BRASIL

  3. Twain.Caroline disse:

    The most important value of life is the happiness of the soul, not anything outside of it.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *