Início » Brasil » Brasil e Argentina assinam acordo automotivo
ECONOMIA

Brasil e Argentina assinam acordo automotivo

Pacto anunciado pelo ministro Paulo Guedes e o ministro argentino Dante Sica prevê o livre comércio de carros entre os países em dez anos

Brasil e Argentina assinam acordo automotivo
Acordo assinado nesta sexta-feira, 6, altera o chamado ‘sistema flex’ (Foto: EBC)

Os governos de Brasil e Argentina assinaram nesta sexta-feira, 6, um acordo comercial referente ao setor automotivo.

O pacto foi assinado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro de Produção e Trabalho da Argentina, Dante Sica. Ele prevê o aumento imediato da cota de veículos exportada pelo Brasil sem tarifa para o país vizinho. Tal cota subirá gradativamente até que ambos os países alcancem o livre comércio, o que está estabelecido para 2029.

Atualmente, Brasil e Argentina têm em vigor o chamado “sistema flex” – assinado em 2016 e com prazo até 2020. Segundo informou o Globo, esse acordo prevê que a cada US$ 1 que a Argentina vende ao Brasil em veículos e peças automotivas, o Brasil pode vender US$ 1,5 com isenção de imposto.

O Brasil era o maior beneficiado do sistema flex, uma vez que exporta muito mais do que importa para a Argentina. O novo acordo eleva o valor estabelecido até que se alcance o livre comércio.

Além disso, o pacto prepara as bases para as regras do acordo entre Mercosul e União Europeia, que caso seja ratificado reduzirá de 35% para 17,5% a alíquota de importação de veículos da Europa, com limite anual de 50 mil veículos, dos quais 32 mil teriam o Brasil como destino. A partir do décimo ano do acordo, esse percentual cairia gradativamente, até ser zerado no 16º ano do acordo entre os blocos.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *