Início » Brasil » Brasil não reconhece a Venezuela como presidente do Mercosul
IMPASSE DIPLOMÁTICO

Brasil não reconhece a Venezuela como presidente do Mercosul

Em carta enviada aos países membros do bloco, o ministro José Serra afirma que, para o Brasil, o comando do bloco segue vago

Brasil não reconhece a Venezuela como presidente do Mercosul
Uruguai deixou o comando do Mercosul no último fim de semana (Foto: Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O ministro das Relações Exteriores do governo interino, José Serra, enviou uma carta aos governos dos países membros do Mercosul declarando que não reconhece a Venezuela como presidente do bloco.

Na sexta-feira, 29, o Uruguai passou a presidência do Mercosul para a Venezuela, medida que estava prevista no regimento de rotatividade do bloco.

Porém, a troca de comando gerou controvérsia entre os países membros, por conta da severa crise que afeta a Venezuela. Brasil, Paraguai e Argentina afirmam que o país não cumpre os requisitos democráticos necessários para assumir o comando do bloco. Para esses países, seria necessário que o bloco entrasse em consenso antes da troca de comando.

Na carta, Serra afirma que, para o Brasil, a presidência do bloco continua vaga. “O governo brasileiro entende que se encontra vaga a Presidência Pro Tempore do Mercosul, uma vez que não houve decisão consensual a respeito de seu exercício no período semestral subsequente”.

Para o Brasil, o Uruguai deveria ter se mantido na presidência do Mercosul até meados de agosto, para que o bloco tivesse tempo de decidir se a Venezuela estava apta ou não a assumir o comando. Essa proposta chegou a ser feita em julho, em uma reunião entre Serra e o presidente Uruguaio, Tabaré Vázquez.

Fontes:
Estadão-Em carta, Serra contesta declaração da Venezuela que lidera o Mercosul

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *