Início » Brasil » Brasil piora em ranking de corrupção
TRANSPARÊNCIA INTERNACIONAL

Brasil piora em ranking de corrupção

País ocupa a 76ª colocação de um total de 168 países e territórios e obteve 38 pontos, em uma escala que vai de 0 a 100

Brasil piora em ranking de corrupção
Marcha contra a corrupção no Brasil (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Brasil piorou a sua posição e a sua nota no ranking sobre a percepção de corrupção no mundo em 2015 elaborado pela Ong Transparência Internacional, que foi divulgado nesta quarta-feira, 27.

Leia também: A escala da corrupção endêmica na África
Leia também: Cunha diz que Brasil vive ‘o maior escândalo de corrupção do mundo’

De acordo com o estudo, o Brasil ocupa a 76ª colocação de um total de 168 países e territórios e obteve 38 pontos, em uma escala que vai de 0 (extremamente corrupto) a 100 (muito transparente). Em 2014, o país estava na 69ª posição e tinha nota 43.

A Dinamarca é considerada o país mais transparente do mundo, com nota 91. Já a Somália ocupa o último lugar do ranking, com nota 8.

A queda do Brasil foi a maior entre todos os 168 países pesquisados no ano passado. O escândalo na Petrobras, os problemas na economia e o crescimento do desemprego são apontados pela Transparência Internacional como alguns dos fatores para a queda do país no ranking.

Além do Brasil, outras seis nações ocupam a 76ª posição: Bósnia e Herzegovina, Burkina Faso, Índia, Tailândia, Tunísia e Zâmbia.

Entre os países da América do Sul, o Uruguai é considerado o mais transparente, ocupando o 21º lugar e com nota 74. Já o país mais corrupto é a Venezuela, com nota 17, na 158ª posição.

Elaborado anualmente desde 1995, o ranking da Ong Transparência Internacional, que é considerada uma referência mundial na análise da corrupção, é baseado em diferentes estudos e pesquisas sobre os níveis de percepção da corrupção no setor público de diversos países.

A Transparência Internacional afirmou que, embora a corrupção continue sendo generalizada, o novo índice mostra “sinais de esperança”. Em comunicado, o presidente da Ong, José Ugaz, afirmou que “é possível vencer a corrupção se trabalharmos juntos; para erradicar o abuso de poder, o suborno e revelar negociações secretas, os cidadãos devem dizer em uníssono a seus governos que já tiveram o bastante”.

O ranking de 2015 sobre a percepção de corrupção no mundo revelou ainda que mais de dois terços dos países pesquisados apresentam graves problemas de corrupção ao não obterem o mínimo de 50 pontos. Ainda de acordo com a Transparência Internacional, mais de 6 bilhões de pessoas vivem em países com alto índice de corrupção.

Confira abaixo quais são os dez primeiros colocados no ranking da Ong Transparência Internacional:

1ª – Dinamarca
2ª – Finlândia
3ª – Suécia
4ª – Nova Zelândia
5ª – Holanda
6ª – Noruega
7ª – Suíça
8ª – Singapura
9ª – Canadá
10ª – Alemanha, Luxemburgo e Reino Unido

Fontes:
G1 - Brasil perde 7 posições em ranking mundial de corrupção e fica em 76º

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *