Início » Brasil » Brasil pode se tornar um país exportador do vírus zika
TURISTAS INFECTADOS

Brasil pode se tornar um país exportador do vírus zika

Italiano foi infectado no Brasil dois meses antes do vírus ser detectado. Aproximação das Olimpíadas de 2016 pode aumentar o número de turistas infectados

Brasil pode se tornar um país exportador do vírus zika
Turistas de países mediterrâneos, como a Itália, correm um grande risco (Foto: Wikipedia)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um turista italiano foi infectado pelo vírus zika no Brasil em maio deste ano, dois meses antes de o Ministério da Saúde confirmar a presença do vírus no país. A informação é de um estudo publicado no periódico científico Eurosurveillance.

Segundo o estudo, um italiano de 60 anos passou 12 dias de férias em Salvador (BA). Quatro dias após retornar a Florença, sua cidade natal, ele apresentou os sintomas da doença: febre, manchas vermelhas pelo corpo e conjuntivite.

Testes realizados apontaram a infecção pelo vírus zika. Os sintomas da doença desapareceram após uma semana. O diagnóstico foi dado na mesma época em que pesquisadores do Instituto de Biologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) trabalhavam para identificar o vírus, na época não detectado.

Em entrevista à Folha, os pesquisadores da UFBA falaram sobre o estudo italiano. “Esse trabalho é ótimo. Mostra que em março o vírus já circulava na Bahia, exatamente como nosso grupo havia demonstrado”, disse o virologista Gubio Soares.

Além do Brasil e da Itália, EUA, Austrália e Japão já haviam registrado casos da doença, todos importados de países do sudeste asiático. Agora, a grande preocupação é que o alto número de infecções por zika no Brasil faça do país um grande exportador da doença. O temor é ainda maior com a chegada das Olimpíadas de 2016.

Turistas de países mediterrâneos, como a Itália, correm um grande risco, já que o mosquito aedes albopictus, outro potencial vetor da doença, existe em abundância na região.

Fontes:
Folha-Brasil 'exportou' o vírus zika para a Itália

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *