Início » Brasil » Brasil tem 80% das estradas sem pavimentação
Infraestrutura precária

Brasil tem 80% das estradas sem pavimentação

Dos 1,7 milhão de km de estradas que cortam o país, 1,3 milhão de km não são pavimentados. Problema afeta a economia do país, que escoa 58% de toda sua produção através de rodovias

Brasil tem 80% das estradas sem pavimentação
As péssimas condições das estradas brasileiras geram, em média, um acréscimo de 25% no custo operacional (Reprodução/Internet)

O Brasil tem cerca de 1,7 milhão de km de estradas cortando o país. Contudo, 80% delas, mais de 1,3 milhão de km, não são pavimentadas. No total, apenas 12,1% das rodovias do país são pavimentadas, os 7,6% restantes são vias planejadas, ou seja, ainda não saíram do papel.

A malha rodoviária nacional é dividida por esfera de jurisdição. As rodovias mais críticas são as que estão sob responsabilidade dos municípios: apenas 2% de estradas pavimentadas. As rodovias sob responsabilidade estadual têm 43,5% de estradas pavimentadas. Já nas que estão sob o controle federal, esse percentual é de 54,2%.

Os dados foram levantados em junho deste ano pelo Sistema Nacional de Viação, do Ministério dos Transportes, e mostram que a falta de infraestrutura brasileira ainda é um gargalo para a economia do país, que escoa 58% de toda sua produção através de rodovias.

Segundo um levantamento feito pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), as péssimas condições das estradas brasileiras geram, em média, um acréscimo de 25% no custo operacional.

“Caminhões que transportam frutas têm que rodar lentamente, por conta da má conservação das estradas. Quando chega ao destino, parte da produção não pode ser comercializada. O Brasil perde US$ 2,2 bilhões por ano, 50% no manuseio da carga e no transporte”, diz Antonio Gomes, da Embrapa.

Falta de investimento e vias alternativas

A falta de vias alternativas, como ferrovias e hidrovias, somada ao aumento no número de caminhões de carga congestiona as estradas e aumenta o número de acidentes. Segundo o Consultor de Infraestrutura Logística da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Luiz Antônio Fayet, por falta de opção, os caminhões chegam a cruzar 500 km até os portos.

“O ideal era não cruzar mais de 400 km. Produzimos 60 milhões de toneladas de soja e milho nas novas fronteiras e isso é levado para o Sul e o Sudeste. Com mais hidrovias e ferrovias, desafogaríamos as rodovias”, diz o consultor.

Já para Paulo Resende, coordenador do núcleo de Infraestrutura e Logística da Fundação Dom Cabral, o maior problema é a falta de investimento. “A expansão territorial da demanda brasileira nos últimos 50 anos não pode ser comparada a nenhum país nos últimos 200 anos. Então, precisamos de investimento sustentado em modais de transporte. Países continentais como China, Canadá e Austrália mantêm nos últimos 30 anos a taxa de investimento em logística de transporte em 3,4% do PIB ao ano. Aqui, é 0,6%”, diz Resende.

Fontes:
O Globo-No Brasil, 80% das estradas não contam com pavimentação

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Joma Bastos disse:

    Não se preocupem, porque a China vem aí para construir as rodovias e ferrovias, que o Brasil tanta necessita para a sua infraestrutura, como vem fazendo em Angola e Moçambique.

  2. Mauricio Fernandez disse:

    Apenas uma pergunta; a China tira dinheiro de onde?

  3. Joma Bastos disse:

    A China tira dinheiro das matérias-primas que compra no Brasil, em Angola, em Moçambique, etc… e seguidamente os revende aos mesmos países, em carros, linhas férreas, trens, navios, ônibus…etc.

  4. VAnusa disse:

    Claro que não há dinheiro para investimentos no País, pois o dinheiro está indo para os bolsos dos petistas e seus agentes. Esse é o governo dos petralhas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *