Início » Brasil » Brasil tem bem menos armas e mais mortes a tiros do que EUA
Violência

Brasil tem bem menos armas e mais mortes a tiros do que EUA

Sociólogo diz que Brasil e EUA têm culturas diferentes de violência

Brasil tem bem menos armas e mais mortes a tiros do que EUA
Impunidade abre caminho para violência no Brasil, diz sociólogo (Fonte: Reprodução/Bahia Notícias)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Um relatório do Escritório da ONU contra Drogas e Crimes revelou que, apesar de o Brasil ter um número bem inferior de armas de fogo em circulação na população do que os EUA, a quantidade de vítimas fatais de tiros no território brasileiro é 3,7 vezes maior do que o registrado pelos norte-americanos.

Leia também: Novo massacre reabre debate sobre armas de fogo nos EUA

Enquanto o Brasil registrou, em 2010, 36 mil mortes a tiros, os EUA tiveram 9.960. O debate sobre o controle de armas de fogo nos EUA foi retomado após mais um massacre em uma escola do país, deixando pelo menos 26 mortos, além do próprio atirador.

‘Culturas diferentes de violência

Ainda de acordo com o relatório, em 2007, havia 270 milhões de armas em posse da população nos EUA. Já no Brasil esse número era de 15 milhões. A ONU não deixa claro se esses dados incluem apenas armamentos registrados ou também estimativas de armas ilegais.

Em entrevista à BBC Brasil, o sociólogo Guaracy Mingardi diz que “Brasil e EUA têm culturas diferentes de violência”, ressaltando que “nos EUA a probabilidade de levar um homicida para a prisão é muito maior que no Brasil”. Ainda de acordo com o sociólogo, a impunidade abre caminho para a violência no Brasil.

Fontes:
Uol - Com menos armas, Brasil tem três vezes mais mortes a tiro que os EUA

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Alamankut Brasil disse:

    Tem mais bandidos, assassinos, impunidade e a Lei e a fiança não são iguais para todos!

    Além do mais, um tem pena de morte e o outro pena se sorte!

  2. Alamankut Brasil disse:

    Tem mais bandidos, assassinos, impunidade e a Lei e a fiança não são iguais para todos!

    Além do mais, um tem pena de morte e o outro pena de sorte!

  3. Rudy Lang disse:

    Já havia comentado esse fato no dia 17 no artgo NOVO MASSACRE REABRE DEBATE SOBRE ARAAMAS DE FOGO NOS EUA.
    No Brasil ainda acham que se evita o adultério tirando o sofa da sala. E parece que os democratas americanos também gostam de pensar assim.
    Por que a esquerda consegue sempre enxergar as coisas de maneira torta?
    Agora só falta o Gore Vidal se levantar do túmulo e exigir o desarmamento dos americanos.

  4. Sander Fridman disse:

    O Brasil insiste na culpa do sofá da sala – e quer banir todos os sofás para acabar com as traições! O que existe no Brasil é uma guerra dos homens maus contra os homens bons, e dos homens maus contra os homens maus. O Estado brasileiro esforça-se por desarmar os homens bons, para que os homens maus não se desestimulem em sua atitude agressiva. Como resultado, ser mau segue sendo muito conveniente, com a assistência do Estado que joga em favor destes contra os bons – mesmo sendo os maus em muito menor número. E os maus seguem tendo bons motivos para brigarem uns com os outros, e assim disputar a primazia de quem deverá locupletar-se com as vítimas!
    Armar o cidadão é a maneira mais óbvia de enfrentar o mais grave dos problemas: a crônica e sistemática omissão do Estado em fazer o bem – sim, porque ele está presente em todas as esfera para aliar-se aos que fazem o mal! Desarmar o cidadão é um atentado aos direitos humanos, pois deixa o fraco, o bom e o justo, à mercê do forte, do mau e do criminoso.

  5. osório almeida disse:

    Senhor Sander Fridman, pensou e disse tudo que eu queria ter pensado e dito! Concordo cem por cento!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *