Início » Brasil » Brasil teve até 1,4 milhão de casos de zika este ano
MINISTÉRIO DA SAÚDE

Brasil teve até 1,4 milhão de casos de zika este ano

Primeira estimativa oficial da disseminação do vírus no país foi divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira, 9

Brasil teve até 1,4 milhão de casos de zika este ano
O zika vírus é apontado como o principal responsável pelo aumento de casos de microcefalia no país (Foto: Wikipedia)

Uma estimativa do Ministério da Saúde revelou que foram contabilizados entre 500 mil e 1,4 milhão de casos de zika vírus no país somente este ano. A previsão foi divulgada nesta terça-feira, 8, no Protocolo de Vigilância e Resposta à Microcefalia e ao Zika. É a primeira vez que o governo federal projeta a disseminação do vírus pelo país.

O zika vírus é apontado como o principal responsável pelo aumento de casos de microcefalia registrados no país. Neste ano, o Brasil registrou 1.761 casos da doença em bebês, com 19 mortes notificadas. O boletim epidemiológico divulgado pelo ministério nesta terça-feira indica que ouve um aumento de 41% nos casos de microcefalia em apenas uma semana.

No Brasil ainda não há testes suficientes para diagnosticar o zika vírus e, em 80% dos casos, o paciente não apresenta sintomas, o que dificulta o registro da doença. As projeções do Ministério da Saúde foram feitas com base em casos descartados de dengue, já que ambas as doenças apresentam sintomas parecidos.

Apenas 19 estados registraram circulação  autóctone (interna) do vírus confirmada por laboratório. Levando em conta a projeção mais conservadora, de 500 mil casos da doença no país, o estado com o maior número de registros é São Paulo, com 236 mil casos. Minas ocupa a segunda posição com 54 mil casos estimados. Logo em seguida, Paraná (42 mil), Ceará (38 mil) e Pernambuco (34 mil) completam as cinco primeiras posições.

Para o infectologista da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Edimilson Migowski, o Brasil apresenta fatores que contribuem para uma epidemia do zika vírus. “Boa parte dos municípios tem altos índices de infestação do Aedes aegypti e, por se tratar de uma doença nova, quase 100% da população está suscetível a ela”, explicou. Migowski disse que é provável que os índices de microcefalia continuem aumentando.

Fontes:
Estado de S. Paulo-Zika infectou ao menos 500 mil neste ano

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *