Início » Brasil » Brasil torna secreto apoio financeiro a Cuba e Angola
A arte de ocultar

Brasil torna secreto apoio financeiro a Cuba e Angola

Ministro do desenvolvimento torna secretos documentos envolvendo financiamentos do BNDES em operações em Cuba e Angola

Brasil torna secreto apoio financeiro a Cuba e Angola
Conteúdo dos documentos só poderá ser revelado em 2027 (Reprodução/Internet)

O ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel, tornou secretos os documentos sobre os financiamentos do Brasil aos governos de Cuba e Angola. Com a decisão, o conteúdo dos papéis só poderá ser divulgado em 2027.

O ministro justificou o sigilo afirmando que os documentos envolvem informações estratégicas de operações custeadas pelo governo e dados “cobertos por sigilo comercial”.  Somente no ano passado, o BNDES desembolsou US$ 875 milhões em financiamento de exportações de bens e serviços brasileiros para Cuba e Angola. Em 2012, o BNDES também financiou operações para 15 países, no valor total de US$ 2,17 bilhões, mas apenas os casos de Cuba e Angola foram considerados secretos.

Os atos que conferem sigilo aos documentos foram assinados por Pimentel em junho de 2012, um mês após a Lei de Acesso à Informação entrar em vigor.

As únicas pistas sobre o dinheiro estão em informações públicas e declarações da presidente Dilma. Em janeiro, durante uma visita a Havana, Dilma disse que o Brasil bancava boa parte da construção do Porto de Marie, há 40 km da capital. A obra é executada pela empreiteira Odebrecht.

Já em Angola, em 2011, Dilma afirmou que “os mais de US$ 3 bilhões disponibilizados pelo Brasil fazem de Angola o maior beneficiário de créditos no âmbito do Fundo de Garantias de Exportações” do BNDES.

Fontes:
Folha-Brasil coloca sob sigilo apoio financeiro a Cuba e a Angola

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. helo disse:

    Pedir segredo levanta a suspeita de que nestas doações houve propina. Se já sabemos por ex. os projetos em Cuba por que não investigar se houve ganhos dos intermediários? O BNDES não emprestou, doou, porque Cuba só paga dívidas com mão de obra da saúde. Nesses 875 milhões houve lavagem? houve propina? Só saberemos daqui a 15 anos? Um sigilo tipo o da ditadura.

  2. Mauricio Fernandez disse:

    Sigilo sobre o que fazem com o nosso dinheiro!? Dinheiro da saúde, dinheiro da educação, dinheiro do saneamento basico, dinheiro da segurânça…… arrancado dos nossos bolsos por meios legítimos mas de cepa duvidosa é mais do que um ato ditatorial descarado – é a síntese da vergonhosa e absurda arrumação política que sufoca e mostra o abandono que sofre o povo do estado de direito. Temos por aqui, a imitação de cordel que nos inspira um aleijão da Constituição e dos princípios da República.

  3. Adilson Baptista disse:

    Infelismente o nosso pais esta cheio de autoridades de merda igual a ele faz com o dinheiro nosso o que bem lhe da na telha,imagine se em 1964 as forças armada deixa-se correr frouxo,hoje nos estariamos sendo manobrado por RUSSOS e CUBA e esta corja de malandros vagabundos com o chicote na mão batendo em nós a comição que ele deve ter levado nesta transação talves daria para aliviar o sofrimento dos miseraveis do Norte eNordeste que vivem na penuria ; enquanto os politicos do Noete e Nordeste continuam na robalheira

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *