Início » Brasil » Brasileiro 171 pode ter doado para Obama
coluna esplanada

Brasileiro 171 pode ter doado para Obama

O FBI suspeita que estelionatário brasileiro usou cartão clonado para doar para a campanha de Obama

Brasileiro 171 pode ter doado para Obama
Na carteira do estelionatário foi encontrado um cartão da Casa Branca, com autógrafos de Obama e da primeira-dama (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O FBI vai investigar o estelionatário brasileiro Douglas Augusto de Lima Santos, 21, preso em flagrante em Brasília. Há suspeita de que ele usou cartão clonado de uma multinacional para doar para a campanha de reeleição do presidente dos EUA, Barack Obama. Na carteira de Douglas foi encontrado um cartão da Casa Branca, com autógrafos de Obama e da primeira-dama. Tradicionalmente, o documento é dado a quem tem o privilégio de pagar mais de US$ 40 mil para um jantar com o presidente.

Dupla da pesada

Preso na quarta pela Polícia Civil num hotel da capital, Douglas foi transferido ontem para o presídio da Papuda, onde toma banho de sol o contraventor Carlinhos Cachoeira.

Última escala

Hacker universitário, Douglas morava em Nova York, onde abriu empresa fantasma. Ele voltaria na terça após visitar a família em Goiânia. Já teria gasto US$ 15 milhões.

Turbulência

No primeiro depoimento, revelou que pagou US$ 40 mil num jatinho Londres-NY. A polícia quer saber se há outros brasileiros no golpe. Um frete desse trecho sai por mais.

Chapéu alheio

Na nova marcha que preparam para Outubro, os prefeitos vão chiar com governadores. Pesquisa da Confederação Nacional de Municípios em 21 dos 27 estados revela que os governos renunciaram à arrecadação de ICMS em R$ 50 bilhões este ano na guerra fiscal – para atrair empresas. Pela lei, 25% do ICMS devem ir para as prefeituras.

Os fora-da-lei

Além da marcha a Brasília, a CNM promove dia 10 de Outubro seminários no auditório Petrônio Portela, da Câmara. A entidade destacará que a Guerra Fiscal já foi proibida pela Fazenda e pelo STF. Os governadores revogam e editam leis para driblar.

Fumo no BC

O Banco Central virou cachimbo e levou fumo da presidente Dilma. Anulou a resolução que restringia o crédito rural para os fumicultores. Mais de 2,5 milhões de lavradores foram prejudicados no Sul. Venceu a pressão do deputado Alceu Moreira (PMDB-RS).

190 no Caixa

Não tem funcionário do Banco de Brasília que aguente: vários telefones de delegacias listados no site da Secretaria de Segurança são na verdade das agências bancárias.

Submergiu

Dormita na PF o inquérito sobre as licitações dos lotes 9 e 10, de 2009, do Sistema Digital das obras de transposição do Rio São Francisco, do Ministério da Integração.

Mané do Ano

Abusado o 171 goiano. Por coincidência, foi detido em Brasília um dia depois da abertura da Conferência Ciências Forenses em Multimídia, que reuniu os maiores peritos do país. Virou o alvo preferido da PF.

El día siguiente

A Missão Internacional dos Direitos Humanos da ONU divulgará relatório sobre a crise no Paraguai que depôs Fernando Lugo. A turma se reuniu de 5 a 11 deste mês, e aponta o campo como o maior problema: 85% das terras estão com 2,5% dos fazendeiros.

Dólar no campo

As exportações do agronegócio brasileiro somaram US$ 62,5 bilhões de Janeiro a Agosto, crescimento de 1,8% em relação ao mesmo período de 2011, quando os embarques desse segmento renderam US$ 61,488 bilhões.

Do lado de lá

Leandro Mazzini é jornalista e escritor

De um atento colaborador da coluna: 7 milhões de famílias americanas perderam suas casas desde o início da crise das hipotecas e dos bancos, e são previstas de 3 a 5 milhões de perdas este ano. Isso deixará os imóveis lá mais baratos por alguns anos.
My house, My life

Com este cenário, não deu outra: Obama enviou para Brasília, mês passado, comitiva do seu ministério similar ao das Cidades, para conhecer o ‘Minha Casa, Minha Vida’.

Por falar…

Nas Cidades, o ministro Aguinaldo Ribeiro não sai de Campina Grande (PB). Virou a estrela da campanha da irmã, Daniela Ribeiro, candidata à prefeitura. Mas não decolou.
Ponto Final

O governador do DF, Agnelo Queiroz, está hoje em Frankfurt para negociar a realização em Brasília de uma prova de corrida com carros elétricos.

Com Marcos Seabra e Vinícius Tavares

www.colunaesplanada.com.br
contato@colunaesplanada.com.br
Twitter @colunaesplanada

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *