Início » Brasil » Brasileiro ainda é ‘baixinho’ nos rankings de altura
PESQUISA

Brasileiro ainda é ‘baixinho’ nos rankings de altura

Entre os 187 países pesquisados, homem brasileiro está na 68ª posição enquanto as mulheres estão na 71ª

Brasileiro ainda é ‘baixinho’ nos rankings de altura
Genética não é o único fator que determina altura, diz pesquisador (Foto: Flickr)

A pesquisa “Um Século de Tendências na Altura Humana”, publicada na revista científica eLife, mapeou as tendências de crescimento em 187 países desde 1914. Para os homens, o Brasil é o 68º colocado em altura entre os países pesquisados, com média de 1,73 m. Para as mulheres, o país encontra-se na 71ª posição, com média de 1,60 m. Ambos os sexos mostraram um mesmo crescimento médio desde 1914: 8,6 cm.

O homem holandês e a mulher letã estão em primeiro lugar, acima de todas as nacionalidades, com 1,83 m e 1,70 m, respectivamente. Em questão de maior salto no crescimento, o homem iraniano e a mulher sul-coreana estão na liderança, com uma média de 16 cm e 20 cm, respectivamente. O Timor Leste está em último lugar no ranking masculino – altura média de 1,60 m. Para as mulheres, a Guatemala ocupa o último lugar, com média de menos de 1,50 m.

As pessoas mais altas do mundo estão nos países europeus, que dominam os rankings atuais, mas o leste da Ásia registrou os maiores crescimentos: os japoneses, sul-coreanos e chineses são mais altos hoje do que eram há 100 anos.

Apesar de a genética explicar algumas variações de altura pelo planeta, os autores do estudo afirmam que o DNA não é e nem pode ser o fator principal.

“Cerca de um terço da explicação está nos genes”, diz o cientista chefe da pesquisa, Majid Ezzati, do Imperial College. “Mas isso não explica a mudança ao longo do tempo. Os genes não se alteram tão rápido e não variam muito no planeta. Então mudanças no tempo e variações pelo mundo são, em grande parte, ambientais”.

Ele aponta bons padrões de saúde, saneamento e nutrição como os principais determinantes ambientais da altura, assim como a saúde da mãe e a alimentação durante a gravidez.

Fontes:
BBC-Brasileiro cresce em altura nos últimos cem anos, mas ainda é 'baixinho'; conheça o ranking mundial

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *