Início » Brasil » Brasileiro envolvido no escândalo da Fifa permanece em liberdade
Corrupção no futebol

Brasileiro envolvido no escândalo da Fifa permanece em liberdade

Lei brasileira impede a extradição do executivo José Margulies, indiciado no escândalo da Fifa

Brasileiro envolvido no escândalo da Fifa permanece em liberdade
Margulies é procurado pelo FBI e não pode sair do Brasil (Foto: FBI)

Das 14 pessoas indiciadas em maio como parte de uma investigação americana de corrupção na Fifa, apenas uma nunca chegou a ser presa. O brasileiro José Margulies, de 75 anos, não teve sua rotina diária em São Paulo interrompida, graças a uma cláusula na Constituição brasileira que proíbe a extradição de seus cidadãos, com exceção daqueles acusados de tráfico de drogas ou que tenham cometido crimes que antecedem a sua cidadania brasileira.

“Ele está vivendo no Brasil como um homem livre, porque, de acordo com a lei brasileira, é impossível acusá-lo”, disse Jair Jaloreto, o advogado de Margulies. “Ele está velho e doente, e na maior parte do tempo prefere ficar em casa com sua esposa.”

Margulies tem uma doença cardíaca e diabetes, disse Jaloreto. Ele estava, no entanto, de férias na Alemanha quando autoridades dos Estados Unidos o indiciaram em maio. Ele voltou ao Brasil logo em seguida e não saiu desde então.

Assim como outros países têm feito, o Brasil começou sua própria investigação sobre as alegações americanas contra o brasileiro. Ele foi indiciado por extorsão, lavagem de dinheiro e fraude eletrônica, com base em alegações de que ele, um executivo do setor de radiodifusão, ajudou a organizar pagamentos ilegais entre executivos de marketing e autoridades do futebol. Mas a investigação brasileira deve levar pelo menos um ano, estima o advogado de Margulies, período durante o qual seu cliente ficará em liberdade.

Margulies nasceu na Argentina e se tornou cidadão brasileiro em 1973, décadas antes das atividades que levaram às acusações contra ele. Ele também tem nacionalidades polonesa e argentina.

“Ele ainda é procurado pelo FBI”, disse Kelly Langmesser, uma porta-voz da Agência Federal de Investigação, em Nova York.”Ele é um fugitivo procurado, e ainda temos um cartaz para ele.”

Fontes:
The New York Times - Brazilian Implicated in Fifa Case Remains Free, Unlike Many Others

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *