Início » Brasil » Brasileiros apostam em anistia para remessa ilegal
Coluna Esplanada

Brasileiros apostam em anistia para remessa ilegal

Lobby dos ricos investidores brasileiros está forte em todas as esferas de Poder em Brasília

Brasileiros apostam em anistia para remessa ilegal
Projetos não têm outra destinação que salvar o clube das contas secretas (Fonte: Reprodução/Pixabay)

O lobby dos bilionários brasileiros, em especial os do eixo Rio-São Paulo, está forte em todas as esferas de Poder em Brasília. O Planalto e a Fazenda enviaram o projeto de lei que legaliza o dinheiro e bens no exterior de quem não os declarou, sem punições à luz da lei. Para assegurar que a turma do milhão fique isenta, o deputado federal Sérgio Zveiter (PSD-RJ) também apresentou o PL 2926, que prevê “anistia tributária, cambial e criminal aos bens mantidos no exterior”.

Clubinho a salvo

Os dois projetos não têm outra destinação que salvar o clube das contas secretas, flagrados na lista vazada do HSBC da Suíça. A maioria sob investigação da Receita.

Pente fino

A grande maioria das contas está sob investigação da Receita Federal por remessa ilegal de dinheiro sem pagar impostos. Procurado, o deputado não se pronunciou.

Climão

O presidente do PDT, Carlos Lupi, e o ministro do Trabalho, Manoel Dias, almoçaram ontem em Brasília. Lupi devolveu o cargo ao Planalto. O ministro não pretende sair.

Obituário político

Ele entrou sem ninguém perceber e saiu do Governo sem ninguém sentir falta. Seu nome é Mangabeira Unger, o intelectual que já dissera que Lula é o maior corrupto da História republicana. Mas Unger participou da gestão. Passou alguns meses na Secretaria de Planejamento Estratégico da Presidência, de onde se demitiu.

Sois Rei

Neste tempo Mangabeira apontou uma coisa boa, que todos já sabem: o Brasil cresce econômico-socialmente para o Centro-Oeste — em tempos de cortes teve a ousadia de pegar jatinho da FAB para Anápolis, a apenas 140 km da capital, com boa pista dupla.

Sem cortes

Além de manter edifícios inteiros alugados para sede de suas subsidiárias, a Petrobras não tem corte no vocabulário, apesar do caixa apertado. Vai segurar benefícios como pagamento de faculdades para filhos de funcionários e até mensalidades em academias.

Turbulência 2

Embora reconheça dificuldades no caixa e no pagamento a fornecedores, o qual está se normalizando, o Consórcio do Aeroporto de Viracopos garante que não pede falência.

Tu-tu-tu

A coisa está feia na própria Receita Federal. Suspendeu por tempo indeterminado o atendimento por telefone a cidadãos. Em meio às restituições do Imposto de Renda.

Caso Marcelo

Amigos de longa data, o empresário baiano Emílio Odebrecht e o ex-governador goiano Iris Rezende estão bicudos. Um suspeita do outro sobre o vazamento do encontro dos dois na fazenda do político, sobre contatos para tentar soltar Marcelo da cadeia.

Memória indiscreta

Petistas lembram uma situação curiosa. Hoje a voz mais ferrenha pelo impeachment da presidente Dilma, o agora senador Ronaldo Caiado (DEM-GO), deputado em 1992, votou contra o impeachment do então aliado Fernando Collor.

Nas ondas

Após dois anos o Ministério das Comunicações promete fazer em novembro a migração da freqüência de 200 emissoras AM para FM. Das 1.386 emissoras que optaram pela migração, cerca de 600 estão fora do ar.

Rio no ar

Febre a estreia do domínio . Entrou no time de capitais — como NY, Londres, Paris, etc — onde cidadãos e empresas registram domínio de internet com nome da cidade. Uma das maiores provedoras, a Hostnet já registrou centenas até ontem.

Pelota$

A ExpoIbram em Belo Horizonte reúne exposição de empresas mineradoras de pelo menos 27 países. Apesar da crise, e do minério em baixa.

$aúde

Arnaldo Melo tomou posse ontem na diretoria nacional da Funasa, e não na presidência. É apadrinhado de José Sarney e Renan Calheiros — e parte da bancada do Nordeste.

Ponto Final

Unger, o ministro que ninguém viu.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

1 Opinião

  1. Vanderlei disse:

    O problema é que a corrupção do planalto e seus comandados,interessa a todos os meios de comunicação, que também recebem uma parte dos recursos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *