Início » Brasil » Câmara barra a 2ª denúncia da PGR contra Temer
FIM DA VOTAÇÃO

Câmara barra a 2ª denúncia da PGR contra Temer

Denúncia pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa foi barrada por 251 votos a 233

Câmara barra a 2ª denúncia da PGR contra Temer
Esta é a segunda vez que a Câmara livra Temer de uma denúncia da PGR (Foto: Lula Marques/AGPT)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Câmara dos Deputados barrou nesta quarta-feira, 25, por 251 votos a 233, a segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer.

A votação teve início após uma conturbada tentativa de reunir o quórum mínimo de 342 deputados necessário para que a votação fosse aberta. No início da tarde, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), tentou abrir a votação, mas teve de encerrar a sessão, pois a Câmara contava com a presença de apenas 309 deputados. Posteriormente, já com o quórum necessário, Maia convocou uma nova sessão.

A votação se estendeu até às 21h30 da noite. Além dos votos contra e a favor, foram registradas duas abstenções e 25 ausências. Entre os principais motivos apontados pelos deputados que votaram contra o prosseguimento da denúncia está a manutenção da estabilidade política.

Esta é a segunda vez que a Câmara livra Temer de uma denúncia da PGR. Em agosto, a Câmara barrou uma denúncia contra o presidente por corrupção passiva protocolada pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Em setembro, Janot apresentou uma nova denúncia contra Temer, pelos crimes de obstrução de Justiça e organização criminosa. Temer é acusado de dar aval a Joesley Batista para comprar o silêncio de Lúcio Funaro e do ex-deputado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. O presidente também é acusado de ser o comandante do chamado “quadrilhão do PMDB”, que, segundo a denúncia de Janot, desde 2006 teria recebido pelo menos R$ 587 milhões em propinas, provenientes de órgãos do governo como a Petrobras, a Caixa Econômica Federal e Furnas.

Fontes:
Congresso em Foco-Câmara livra Temer de segunda denúncia, agora por organização criminosa e obstrução de Justiça

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Natanael Ferraz disse:

    Era visível o constrangimento de alguns governistas que não conseguiam dizer “sim”: Eu voto seguindo a orientação da bancada, diziam eles.

  2. Paulo Costa disse:

    São bando de oportunistas, que se preocupam com seu próprio futuro, ao invés com o da nação! Isto é uma vergonha, uma grande desfaçatez!

  3. Jane Souza disse:

    #INTERVENÇÃOMILITARJÁ1

  4. Áureo Ramos de Souza disse:

    Por menos que isso meu amigo Aguinaldo sapateiro foi preso pois roubou dois pacotes de Leite para sua Netinha e levou um c@#$ daqueles. E VIVA O BRASIL que ladrão de colarinho não vai preso e ainda inventa um como diz nós nordestinos deu um PIRI PAQUE.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *