Início » Brasil » Câmara gasta R$ 157 mil com tratamento odontológico de Feliciano
REEMBOLSO MÉDICO

Câmara gasta R$ 157 mil com tratamento odontológico de Feliciano

Tratamento consistiu na correção da mandíbula e reconstrução do sorriso. Deputado diz que não houve crime: ‘Sou político e pregador. Minha boca é minha ferramenta’

Câmara gasta R$ 157 mil com tratamento odontológico de Feliciano
‘É um tratamento caro, mas foi para saúde, e não para estética’, disse Feliciano (Foto: Reprodução/Instagram)

A Câmara dos Deputados reembolsou o pastor Marco Feliciano (Podemos-SP) por um tratamento odontológico no valor de R$ 157 mil.

A informação foi revelada pelo Estado de S.Paulo. O pedido de reembolso foi apresentado pelo deputado em abril deste ano, ao setor de perícia da Câmara. Entretanto, na ocasião, a equipe técnica rejeitou o pedido, justificando que havia incompatibilidade entre os valores apresentados os preestabelecidos pela Casa.

O pastor, no entanto, recorreu da decisão, apresentando um laudo de seu dentista. Posteriormente, a Mesa Diretora aprovou o reembolso.

Ao Estadão, o deputado confirmou o tratamento e disse que ele consistiu em correção de um problema de articulação da mandíbula e reconstrução do sorriso, com novas coroas e implantes. Ele afirmou que sofria de dores relacionadas ao bruxismo. “Não desejo para ninguém. Sou político e pregador. Minha boca é minha ferramenta”, disse o deputado.                

A clínica escolhida fica em Luziânia, Goiás, e segundo responsável pelo tratamento, ouvido pela reportagem, o procedimento feito por Feliciano é o “mais avançado”. O deputado admitiu que o valor do procedimento foi alto, mas disse não haver crime.

“É um tratamento caro, mas foi para saúde, e não para estética. Foi para poder trabalhar. Como sou empregado, e onde trabalho há essa alternativa, eu precisava do tratamento. Não há crime”, disse Feliciano.

Segundo o jornal, desde 2013, a Câmara passou a aprovar quase automaticamente reembolsos de despesas médicas de até R$ 50 mil. Valores acima precisam do aval da Mesa Diretora, que pode aprovar qualquer valor. Em 2018, a Casa gastou R$ 8 milhões com reembolsos médicos.

Cada deputado recebe um salário de R$ 33.763,00, mais Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), que gira em torno de R$ 30 mil a R$ 45 mil, mais verba de gabinete no valor de R$ 106.866,59, mais benefícios como auxilio-alimentação e auxílio-moradia. Ademais, segundo informações da Câmara, o parlamentar que quiser, também pode “aderir ao plano de saúde dos funcionários da Câmara, pagando R$ 420 por mês, com direito a rede conveniada nacional e a filhos e cônjuge como dependentes. Também é paga a participação de 25% sobre o valor da despesa médica realizada”.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. LEONARDO MAYERHOFER VIEGAS disse:

    Não foi a Câmara que pagou, fomos nós.

  2. LUIZ FERNANDO ALVES disse:

    DÁ PARA ABATER NO IMPOSTO DE RENDA.
    MATINHOS – PR

  3. Luiz Fernando Goncalves Pachec disse:

    MAIS UMA VERGONHA DESLAVADA PARA NOSSO CONGRESSO…
    TAMBÉM USO MINHA BOCA NA MINHA PROFISSÃO DE VENDEDOR E TENHO UM PROBLEMA NA ARCADA SUPERIOR FRUTO DE UM ACIDENTE…E NÃO TENHO COMO FAZER UMA CIRURGIA DE REPARAÇÃO COM IMPLANTE ÓSSEO…MAS VOSSA EXCELÊNCIA PODE PEDIR REEMBOLSO DE SUAS DESPESAS…
    ENQUANTO NÃO MUDAR…PARA TODOS SERMOS IGUAIS….VÃO EXISTIR ALGUNS MAIS IGUAIS QUE OUTROS…
    TRISTE PAÍS COM ESSA RAÇA DE POLÍTICOS…

  4. Rogerio de Oliveira Faria disse:

    Voltando a moda dos dentes de ouro… e o melhor, por conta do contribuinte.

  5. carlos alberto martins disse:

    realmente o homem tem que ter uma boca bonita,pois é a única forma de enganar os otários que votaram nele.ainda estamos vendo que o poder está acima dos direitos dos eleitores que votam em estelionatários políticos.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *