Início » Brasil » Câmara rejeita mudança no sistema eleitoral
REFORMA POLÍTICA

Câmara rejeita mudança no sistema eleitoral

Texto foi colocado em votação sem consenso entre as legendas

Câmara rejeita mudança no sistema eleitoral
Proposta foi rejeitada por 238 votos a 205 (Fonte: Reprodução/Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira, 19, a proposta de mudança no sistema eleitoral, um dos principais pontos da reforma política que vem sendo discutida no Congresso.

Por 238 votos a 205, além de uma abstenção, o plenário da Câmara descartou a PEC que transformava o atual sistema eleitoral em um modelo conhecido como “distritão” em 2018 e no “distrital misto” em 2022. A mudança valeria para as eleições de deputados e vereadores.

O modelo atual prevê que deputados e vereadores sejam eleitos no modelo proporcional com lista aberta. Leva-se em conta os votos válidos no candidato e no partido ou coligação em um cálculo chamado quociente eleitoral. Desta forma, são eleitos os mais votados das coligações.

No modelo conhecido como “distritão”, cada cidade ou estado passaria a ser considerado um distrito e seriam eleitos os candidatos que recebessem mais votos.

A proposta rejeitada nesta terça vinha sendo discutida há meses. O texto foi colocado em votação mesmo sem consenso entre as legendas. A PEC recebeu o apoio de PMDB, PP, PTdoB, PSDB, PSD, DEM, Pode e SD. Já partidos como PT, PR, PSB, PRB, PDT, PTB, PROS, PSL, PCdoB, PPS, PHS, PV, PSOL e PEN orientaram as bancadas a votar contra a proposta.

Fontes:
G1 - Câmara rejeita mudar sistema eleitoral atual para o 'distritão'

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *