Início » Brasil » Câmara tem chuva de dólares, convite para briga e ‘matador’
Votação do ajuste

Câmara tem chuva de dólares, convite para briga e ‘matador’

Sessão que aprovou medidas do ajuste fiscal teve cenas de comédia, para uns, ou deprimentes, para outros

Câmara tem chuva de dólares, convite para briga e ‘matador’
Chuva de notas de dólares de mentira no plenário da Câmara (Fonte: Reprodução/O Globo)

A sessão na Câmara dos Deputados que aprovou as primeiras medidas do ajuste fiscal do governo Dilma, como as alterações nas regras para acesso ao seguro-desemprego, teve cenas de comédia, para uns, ou deprimentes, para outros.

Uma chuva de notas de dólares de mentira caiu das galerias da Câmara dos Deputados sobre a bancada petista. As notas tinham fotos da presidente Dilma, do ex-presidente Lula e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.

O presidente da Câmara, José Eduardo Cunha, chegou a paralisar a sessão por cinco minutos e solicitou à segurança que esvaziasse as galerias.

Parlamentares da oposição fizeram um “panelaço” no salão da Câmara, e a deputado Jandira Feghali (PCdoB-RJ) acusou o deputado Roberto Freire (PPS-SP) de agredir o seu correligionário Orlando Silva (PCdoB-SP).

Incomodado com a reclamação de Jandira dirigida à mesa da casa, o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) disparou: “Mulher que participa da política e bate como homem, tem que apanhar como homem também”.

Fraga ainda chamou parlamentares para a briga: “Aqueles que são mais valentes, me procurem logo após aqui”.

Em apoio a Jandira, o deputado Glauber Braga (PSB-RJ) disse que não se pode esperar nada de uma pessoa que tem fama no Distrito Federal de “matador”.

Fontes:
O Globo - Deputado diz que ‘mulher que bate como homem, tem que saber apanhar como homem’

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *