Início » Brasil » Camargo Corrêa vai devolver R$ 700 milhões a três estatais, diz jornal
Acordo de leniência

Camargo Corrêa vai devolver R$ 700 milhões a três estatais, diz jornal

Trata-se do maior acordo do gênero já assinado na história do Brasil

Camargo Corrêa vai devolver R$ 700 milhões a três estatais, diz jornal
Dalton Avancini, ex-presidente da Camargo Correa, foi condenado na Operação Lava Jato (Fonte: Reprodução/Wilson Dias/Agência Brasil

Uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo revelou que a empreiteira Camargo Corrêa fez um acordo de leniência — um tipo de delação premiada para empresas — e vai devolver R$ 700 milhões para a Petrobras, a Eletronuclear e a Eletrobras.

Trata-se do maior acordo do gênero já assinado na história do Brasil. As três empresas públicas foram vítimas dos crimes de cartel e corrupção por parte de ações da Camargo Corrêa.

Em acordo de delação, três ex-executivos da empreiteira admitiram que houve pagamento de suborno e atuação do cartel em obras como a refinaria Abreu e Lima, da Petrobras, na usina Angra 3 e na hidrelétrica de Belo Monte.

De acordo com o ex-presidente da Camargo Corrêa Dalton Avancini, a empreiteira pagou R$ 110 milhões em propina para garantir a contratação em obras da Petrobras entre 2007 e 2012. Em Belo Monte, o valor chegou a R$ 20 milhões. Já no caso de Angra 3, o ex-presidente disse que a propina não chegou a ser repassada.

O juiz Sergio Moro já condenou três executivos da Camargo Corrêa no âmbito da Operação Lava Jato. São eles: Dalton Avancini e Eduardo Leite, que fizeram acordo de delação e vão cumprir prisão domiciliar, e João Auler, que não fez acordo e foi condenado a nove anos e seis meses de prisão.

Ainda segundo o jornal, o pagamento dos R$ 700 milhões às estatais vai garantir imunidade a outros executivos da empreiteira que ainda poderiam ser acusados de prática de cartel, corrupção, improbidade administrativa, entre outros crimes.

A Camargo Corrêa também se comprometeu a implantar um tipo de controle interno que, em tese, pode evitar o pagamento de propinas e outros desvios.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Camargo Corrêa faz acordo e devolverá R$ 700 milhões

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *