Início » Brasil » Campanha de Dilma pagou despesas de Temer em 2014
CHAPA DILMA/TEMER

Campanha de Dilma pagou despesas de Temer em 2014

Segundo documentos obtidos pelo processo que julga cassação da chapa Dilma/Temer no TSE, quatro funcionários de Temer receberam um total de R$ 543 mil da campanha de Dilma

Campanha de Dilma pagou despesas de Temer em 2014
Fato contraria versão de Temer, que diz ter usado uma conta independente (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O processo que julga a cassação da chapa Dilma/Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) pode ter uma reviravolta. Documentos e recibos obtidos pelo TSE mostram que a campanha de Dilma Rousseff nas eleições de 2014 pagou o salário de assessores pessoais de Michel Temer.

A revelação foi feita em uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo e contraria a versão oficial da defesa de Temer, que afirma o presidente não pode ser responsabilizado por irregularidades na campanha de Dilma porque ele possuía contas mantidas de forma independente.

As contas, de fato, foram registradas na Justiça Eleitoral. Mesmo assim, a chefe de gabinete de Temer, Nara de Deus Vieira, os assessores de imprensa Bernardo Gustavo e Márcio de Freitas Gomes, e o ex-assessor jurídico de Temer, Hercules Fajoses, tiveram os salários pagos pela campanha de Dilma.

Juntos, eles receberam um total de R$ 543 mil de julho a outubro de 2014. Responsável pela abertura e movimentação da conta independente de Temer, Nara Vieira teve o salário de R$ 41 mil pagos pela campanha de Dilma no período, totalizando R$ 164,2 mil em vencimentos.

Os assessores Márcio de Freitas Gomes e Bernardo Gustavo receberam um total de R$ 109 mil cada, divididos em pagamentos mensais de R$ 27,3 mil. Já Hercules Fajoses recebeu um total de 160 mil.

O processo pedindo a cassação da chapa Dilma/Temer foi protocolado pelo PSDB e seus coligados, derrotados nas eleições de 2014. A ação requer a posse de Aécio Neves como presidente e Aloysio Nunes como vice. Hoje, ambos atuam ao lado do governo Temer. Aloysio é líder do governo no Senado, enquanto Aécio é um dos principais aliados do presidente no Congresso.

Atualmente, o processo passa por uma fase de complementação de provas. A previsão é de que vá a julgamento no plenário do TSE no primeiro trimestre de 2017.

Fontes:
Folha-Campanha de Dilma pagou funcionários de Temer em 2014

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Engels Maciel disse:

    Um bando de safados.

  2. Jefferson Tavares disse:

    Complô da maior bandidagem da história do Brasil, Serra, Aécio, Alckmin, Cunha, Calheiros e cupinchas.

  3. Ludwig Von Drake disse:

    Nossos oráculos mais respeitados anunciaram que a eleição da Dillma seria fraudada. Se eles estavam certos e não foi na urna eletrônica, pode ter sido o financiamento ilegal.
    O Aécio virar presidente, a essa hora, será a consagração da bagunça.

  4. Áureo Ramos de Souza disse:

    Continuem futucando sem parar que muito mais irá aparecer e nós brasileiros somos que pagamos esses energúmenos, salafrários,ladrões do País que tem tudo para ser uma grande nação. Enquanto nós vivermos sendo enganados com esses políticos nunca seremos uma Nação séria. Eles com super salários, usando de todas as artimanhas para roubar e nós ficamos calados e não temos em quem confiar até no Supremo Tribunal Federal S U S P E I T O. Chega, basta vou me mudar para SASSARUÊ.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *