Início » Brasil » Campanha pelo uso do cinto
Coluna Esplanada

Campanha pelo uso do cinto

A morte do cantor Cristiano Araújo e da namorada, vítimas de acidente de carro quando viajavam sem cinto de segurança, foi assunto entre congressistas

Campanha pelo uso do cinto
A lei aprovada anos atrás é cumprida (literalmente) pela metade: o brasileiro acostumou-se a usar o cinto apenas nos bancos da frente (Foto: Wikimedia)

A morte do cantor Cristiano Araújo e da namorada, vítimas de acidente de carro quando viajavam sem cinto de segurança no banco traseiro, foi assunto entre congressistas. Lembram que a lei aprovada anos atrás é cumprida (literalmente) pela metade: o brasileiro acostumou-se a usar o cinto apenas nos bancos da frente. Um grupo de deputados pretende instigar o Conselho Nacional de Trânsito, vinculado ao Ministério das Cidades, a criar campanha educativa para divulgação urgente na TV e redes sociais.

Alô, Conatran

Não há dados específicos sobre mortes de passageiros sem cintos de segurança em bancos traseiros de veículos. Mas a turma quer esmiuçar os números para descobrir.

Culpa da luz

A Fiesp lançou há dois anos campanha contra a alta na tarifa da conta de luz. Agora, em meio à crise e com o reajuste em 15,6%, a indústria ameaça demitir milhares no Estado.

Sem pato, Príncipe

Um trecho do bilhete de Marcelo Odebrecht para o advogado interceptado tem ‘prato de fuagrá’. O príncipe dos empreiteiros, na pressa, deve ter tentado escrever foie grãs.

Jatinho no Jeitinho

A maioria dos ministros tem obedecido a ordem da presidente Dilma de evitar jatos da FAB com voos para casa nos fins de semana, por corte de custos. Mas alguns arrumaram um jeitinho de driblar a regra: criam agendas em cidades próximas, onde dão uma passadinha oficial, e depois rumam para o lar – e com os famosos caroneiros.

Nós pagamos..

Um pequeno exemplo do último dia 18 de Junho, uma sexta, segundo registros da FAB: Renato Janine (Educação) passou em Pirassununga (SP) e depois baixou no aeroporto de Congonhas, com mais cinco passageiros.

..e pagamos

No mesmo dia o aeroporto paulista foi o destino de outros três e seus caronas. Berzoini (Comunicações) passou antes em Sorocaba. Kassab (Cidades) fez escala no Rio. Edinho Silva (Secom) voou direto de Brasília para a capital paulista com apenas um carona.

Prévia..

O presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros, advogado Técio Lins e Silva, será o mediador do Seminário ‘Reforma política’ amanhã na sede da entidade, no Rio.

.. e intensivão

Haverá outro encontro no IAB, dia 2 de agosto, com palestras dos ex-ministros Nélson Jobim, Bernardo Cabral e do ambientalista Sérgio Abranches.

Dieta & Mandioca

Sobre o ‘monólogo da mandioca’, o adversário senador Aécio Neves comentou, respeitosamente: ‘Deve ser efeito da dieta’. Não foi o único. Um deputado médico também acredita que remédios estejam embaralhando a cabeça da dona.

Assédio ideológico

Os professores – e também alunos – que se cuidem. O federal Rogério Marinho (PSB-RN) apresentou projeto de lei que tipifica o crime de Assédio Ideológico: ‘prática que condicione o aluno a adotar posicionamento político, partidário e ideológico’. Prevê detenção de três meses a um ano, mais multa.

É campeã!

Quem entende de obra longeva indica que a presidente Dilma deveria dar uma voltinha na BR-156, que liga Cachoeira de Santo Antônio (Sul) a Clevelândia (Oiapoque-Norte). Dos 800 km, metade é de chão batido. As obras se estendem há 70 anos.

Recado do coldre

A Associação Nacional dos Delegados Federais (ADPF) bateu o martelo. Os delegados vão entregar os cargos nas chefias do órgão em todo o País. O Ministério do Planejamento não respondeu demanda da criação dos gabinetes de investigação criminal

Patriotismo

A ADPF assegura que, a despeito da entrega dos cargos, que será gradativa, nenhuma investigação regional ou nacional será prejudicada.

Agora vai!

Vem aí o Dia do Anão. A proposta (1337/15) em projeto de lei é do deputado Jorge Mudalen (DEM-SP).

Ponto Final

Melhor que a reforma política – que atende aos próprios – não seria um projeto políticos em reforma?

Com Equipe DF, SP e Nordeste

5 Opiniões

  1. Luiz Fernando disse:

    NÃO DEVEMOS GASTAR NADA EM CAMPANHAS EDUCATIVAS, POIS TEMOS UMA LEI EM VIGOR E DEVEMOS CUMPRI-LA. O QUE PRECISA E INVESTIR EM FISCALIZAÇÃO.
    ALIÁS, O QUE MAIS FALTA NESTE PAÍS É FISCALIZAÇÃO, EM TODAS AS ÁREAS.

  2. jose roberto pedroso disse:

    Porque no Brasil só se fala nos assuntos depois de acontecer e não preventivamente.

  3. Vitafer disse:

    O E. Coelho está coberto de razão.

  4. Áureo Ramos de Souza disse:

    Porque aumento de energia de novo, é para nós os pobres pagar os roubos que eles fizeram. Não é por ai que se desenvolvem um país, se desenvolve diminuindo os gastos, no cafezinho, no lanche nas sessões extras sem necessidade, no número de ministros com propaganda televisiva como estão desejando fazer sobre o uso do cinto de atrás dos carros. É preciso mudar meu povo, vamos aprender a votar e tirar esses politicos de carteirinha e também não votar em filhos, esposas, irmãos. VAMOS APRENDER A VOTAR e também fiscalisar.

  5. E. Coelho disse:

    Tudo é motivo para gastar o dinheiro do povo!
    .
    Ora, não há motivo para realizar uma campanha
    a favor do uso do cinto de segurança, pois o mesmo
    é obrigatório por lei.
    .
    Basta fiscalizar e aplicar a multa prevista no artigo
    167 do Código de Trânsito Brasileiro, a qual trará
    uma grande quantidade aos cofres do governo.
    .
    Em sentido contrário, a campanha somente provocará
    gastos e quem não uso o cinto, não irá usar só por
    causa da campanha. Se for multado, aí sim, resolve!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *