Início » Brasil » Canais abertos
COLUNA ESPLANADA

Canais abertos

Governo mantém abertos os canais de diálogo com servidores e admite discutir possíveis ajustes no texto da Reforma da Previdência enviado ao Congresso

Canais abertos
Lorenzoni recebeu nos últimos dias lideranças de sindicatos, fóruns e centrais, e posicionou que o texto está 'aberto a discussões' (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Para tentar evitar a judicialização da Reforma da Previdência, o Governo de Jair Bolsonaro (PSL) mantém abertos os canais de diálogo com os servidores e admite discutir possíveis ajustes no texto enviado ao Congresso. O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), e o líder do Governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), foram escalados para fazer a interlocução com representantes do setor público. Lorenzoni recebeu nos últimos dias lideranças de sindicatos, fóruns e centrais, e posicionou que o texto está “aberto a discussões”.

À mesa

Os pontos questionados pelos servidores são ausência de transição para os trabalhadores que ingressaram até 2003, e o modelo de alíquotas previdenciárias progressivas.

Vai nada…

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP), com fama de brigão, já procura confusão até com o padrinho Jair Bolsonaro. No Twitter, avisou que, se o Governo receber Daniela Mercury para um papo, vai iniciar ‘operação desmanche geral’ na base.

Nas redes

Como notório, o presidente Bolsonaro – para citar um exemplo – critica a cantora por uso excessivo e concentrado de verbas da Lei Rouanet para turnês.

Cerco…

O deputado Valmir Assunção (PT-BA), atento ao novo cenário social, propõe mudança no Código Penal para aumento de pena a quem promover o ‘estupro corretivo’ – segundo ele, aquele que ocorre para ‘dar uma lição’ numa lésbica ou numa esposa.

…aos canalhas

Na ementa, lembra que “basicamente eles têm ocorrido de duas maneiras: tendo como vítimas mulheres lésbicas, para haver uma “correção” de sua orientação sexual”, “ou para ‘controle de fidelidade’” de uma companheira infiel, “em que namorados ou maridos ameaçam a mulher de estupro por todos os amigos ou membros de gangues”.

Corra, Ministro!

De passagem pela Praia do Forte (BA), o ministro Marco Aurélio (STF) revela que já perdeu 4 quilos porque corre diariamente numa esteira em sua casa, entre sessões.

Timóteo & Lula

O cantor Agnaldo Timóteo passou mal, no velório de Arthur Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, e foi socorrido pela deputada federal Benedita da Silva. Ele pretende pedir à Justiça autorização para visitar o ex-presidente Lula na cela-sala da PF.

Visita

“Estou muito preocupado com ele. Nunca vi o Lula chorar tanto como chorou.  Gostaria muito de ir visitá-lo, pois nossa amizade é antiga”, argumenta Timóteo.

Folia dos milhões

Quem ganha muita fortuna com a festa privada é a TV Globo (vende 5 cotas de R$ 32 milhões para patrocinadores) e a Liesa, Liga das Escolas controlada por bicheiros, que fatura cerca de R$ 70 milhões só com venda de ingressos e camarotes no Rio de Janeiro.

Sambaram

Conforme lembramos ontem, o Governo do Estado cede a Sapucaí, sem custos. E ofereceu R$ 1 milhão em patrocínio via incentivo fiscal para cada escola de samba. A Prefeitura do Rio doou (sim, doou) R$ 500 mil para cada, sem retorno.

Controle na rua

Claudio Pinheiro, presidente da Banda de Ipanema, enviou ofício à Prefeitura pedindo auxílio da Guarda Municipal, sem resultados. Colocou então os seguranças da Banda para fiscalizarem uso de espuma inflamável nos desfiles do Bloco. Um perigo de acidentes, pelo teor ácido e por risco de fogo em roupas e cabelos, em contato com isqueiros e fósforos.

ESPLANADEIRA

Paulo Octávio, maior construtor de Brasília nas últimas décadas, avança para o sexto shopping na capital. Agora, é o da satélite Planaltina, cujo projeto ficará com o escritório Lana Dumont Arquitetura. PO começou a dar destaque no grupo ao filho André Octávio Pereira (setor de construções e shoppings).

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Luiz Alberto Franco disse:

    Nas redes:
    “Como notório”, o ínclito jornalista não se dá ao trabalho de verificar se a crítica de Bolsonaro à artista Daniela Mercury é procedente. O bom jornalismo prega que se ouça o lado contrário, não ?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *