Início » Brasil » Casos de sarampo e meningite podem aumentar na Copa
Saúde no Mundial

Casos de sarampo e meningite podem aumentar na Copa

Embora estejam controladas em grande parte do Brasil, ambas as doenças podem aumentar com a chegada dos turistas, já que Europa ainda vive surtos

Casos de sarampo e meningite podem aumentar na Copa
Os especialistas orientam brasileiros a atualizem as vacinas antes do evento (Reprodução/internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Apesar de serem doenças controladas na maior parte do país, o sarampo e a meningite podem fazer mais vítimas no Brasil com a chegada dos 600 mil turistas esperados para a Copa do Mundo.

“Não temos tanto sarampo no Brasil, mas a Europa ainda vive surtos. O risco é maior para crianças menores de um ano que ainda não foram vacinadas, e em regiões com baixa cobertura da vacina”, informou na última terça-feira, 27, Renato Kfouri,  presidente da Associação Brasileira de Imunizações (SBIM).

O risco de meningite aumenta pelo fato de que a vacina aplicada na rede pública protege apenas contra o tipo mais comum no país. “Há outros tipos que circulam em outros países e que podem ser trazidos com os turistas”, explica Kfouri.

Os especialistas também alertam para a chamada chikungunya, uma doença similar a dengue, comum no sudeste asiático e registrada há pouco tempo na América Central. Embora nunca tenha sido notificada no Brasil, há possibilidades de incidências, uma vez que o vírus é transmitido pelo Aedes aegypti, o mesmo mosquito transmissor da dengue. “Os sintomas são bem parecidos aos da dengue, mas o índice de complicações dessa doença é maior”, diz Kfouri.

Kfouri orienta os brasileiros a atualizem as vacinas obrigatórias antes do evento e a ficarem atentos a outras medidas que diminuem o risco de transmissão de doenças, como o uso do repelente, a higienização das mãos e a importância de consumir água e alimentos e boa procedência.

Fontes:
O Estado de S. Paulo-Sarampo e meningite podem aumentar com chegada de turistas, diz especialista

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Joma Bastos disse:

    Se as crianças brasileiras estiverem devidamente vacinadas, não existirá perigo de disseminar essa doenças.
    O controle individual de vacinação existente no Brasil não é completamente seguro e por essa razão existe o medo e a falta de segurança das autoridades médicas relativamente ao sarampo e à meningite por serem doenças ainda não completamente silenciadas.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *