Início » Brasil » Causa monarquista: a volta dos que não foram
POLÍTICA

Causa monarquista: a volta dos que não foram

Em tempos de crise, surgem as mais incabíveis propostas para salvar o país

Causa monarquista: a volta dos que não foram
Dom Luiz, trineto de Dom Pedro II, encabeça o movimento monarquista no país (Foto: Reprodução/Folhapress)

Na medida em que se acentua a percepção de decadência da República entre brasileiros, surgem as mais incabíveis propostas para salvar o país, entre elas a restauração da monarquia.

Nesta terça-feira, 24, o trineto de Dom Pedro II, Dom Luiz de Orleans e Bragança, suposto herdeiro do trono extinto em 1889, publicou nota em que diz que “a família imperial está disposta a ajudar em busca de soluções ponderadas que sejam uma saída para a crise que angustia os brasileiros”. Dom Luiz assina como chefe da Casa Imperial do Brasil.

Embora não chegue ao ponto de defender diretamente a troca do regime republicano pela monarquia, Dom Luiz destaca “uma crescente corrente monárquica espalhada pelo Brasil”.

O monarquismo como movimento ideológico sobreviveu ao fim do Império, em parte, porque os herdeiros da Família Imperial permanecem no país. Hoje, em tempos de crise e muita incerteza política, parecem atrair novos simpatizantes, os quais defendem a criação de uma monarquia parlamentarista. Nesse cenário, a chefia de Estado caberia a um imperador vitalício e hereditário, mais precisamente o próprio príncipe Dom Luiz, e a chefia de governo a um primeiro-ministro temporário e eleito, proveniente do partido político de maioria na Câmara dos Deputados.

Don Luiz exerceria uma espécie de “quarto poder moderador” para manter o equilíbrio entre os demais poderes executivo, legislativo e judiciário, prometendo, entretanto, não interferir no governo a não ser em casos extremos e com autorização de um Conselho de Estado. Eleições regulares seriam mantidas para que o povo elegesse seus representantes para o Congresso.

Segundo os que defendem esse sistema, como os criadores do site Causa Imperial, o movimento monarquista começou a ganhar força com a criação de novos grupos no Facebook a partir de 2010, com páginas como a Pró-Monarquia, Príncipe Dom Rafael do Brasil e Geração Monarquia. 

Dom Luiz não cita Michel Temer em sua nota, nem o escândalo das gravações de Joesley Batista. Diz, no entanto, que o Brasil tem sido vítima de um “projeto de dominação socialista”. O tom anticomunista da nota é uma tradição dos Orléans e Bragança.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

14 Opiniões

  1. jan disse:

    Bélgica, Holanda, Inglaterra, Noruega, Suécia são frequentemente usados como referencia de países desenvolvidos e com alta qualidade de vida. Curiosamente todos são monarquias. O regime monárquico parlamentarista é talvez o que mais propicie equilíbrio e estabilidade a uma nação. O Brasil foi na pratica o único pais que teve uma monarquia em todas Américas. Hoje a monarquia já não é uma possibilidade plausível em nosso pais mas não podemos negar suas vantagens.

  2. DINARTE DA COSTA PASSOS disse:

    Sou Monarquista convicto de que a única forma de governo capaz de salvar o Brasil é a Monarquia Parlamentarista. Agora é preciso termos consciência de que a Monarquia deve ser implantada pela vontade majoritária do povo Brasileiro.

    Não há como conceber a ideia de Restauração da Monarquia Imperial e, muito menos, de aceitação da “Dinastia dos Bragança”. É bom que fique claro que D. Pedro II renunciou o direito à Corôa Brasileira deixando nossos ancestrais, que eram partidários da Monarquia, em situação calamitosa. Silveira Martins esteve em Portugal e insistiu com a Princesa Isabel para que liberasse seu filho D. Pedro III para liderar a reconquista da Corôa,mas qual foi a resposta da Princesa Isabel? Em suma não tinha interesse na Coroa Brasileira e não queria expor o Jovem Príncipe, seu filho, ao perigo de uma guerra.

    Nossos ancestrais ficaram expostos nas garras dos republicanos lutando incansavelmente na Guerra dos Maragatos, na Guerra de Canudos e na Guerra do Contestado. Lutaram bravamente contra o governo republicano e acabaram todos exterminados como animais manchando o solo do chão brasileiro com o sangue de nossos combatentes. Tudo isso aconteceu de 1889 a 1916 com o extermínio dos últimos redutos monarquistas no Brasil. E aí eu pergunto onde estavam os príncipes de Bragança nesta época? Com certeza fazendo vista grossa ao sofrimento de nossos heróis ancestrais vivendo nos confortos da Europa e longe dos canhões republicanos que destruía a nossa esperança.

    Agora é fácil pousar de bons mocinhos, como se fossem os salvadores da pátria esperar uma oportunidade para reconquistar o “Poder” que seus ancestrais renunciaram de forma vergonhosa. Minha gente é preciso implantar a Monarquia Parlamentarista no Brasil, não dá para viver sobre o regime da grande prostituta que se chama “República”. Mas por outro lado não podemos conceber a ideia de vivermos sobre o cetro daqueles viraram as costas para os valorosos combatentes dos Governos Corruptos que esta grande prostituta gerou.

    Abaixo a REPÚBLICA DA CORRUPÇÃO! Viva o Reino Democrático Brasileiro instalado com uma Dinastia genuinamente brasileira e de preferência que este Príncipe seja escolhido entre os descendente dos valorosos combatentes do “Governo do Mal”.

  3. Natanael Ferraz disse:

    A verdade é que a república só foi implantada porque, depois de 40 anos no poder, o Don Pedro já estava de saco cheio e vivia viajando, quem governava era a Isabel.
    E depois dele o Brasil nunca mais teve um governante que prestasse…estão aí o Temer, a Dilma, o Lula, o Sarney e o FHC defensor da maconha que não me deixam mentir.

  4. dalton disse:

    mais um oportunista que quando sente que as coisas nao vao bem para o pais, aparece do nada como salvadores de um mau que so eles tem a cura. ja nao basta marina herpes, aquela que so aparece quando o pais esta com a saude financeira e institucional em baixa, agora me aparece esta outra praga que ja foi instinta e eradicada desde 1889, agora, como a herpes, este insiste em aparecer em tempos sobrios para deixar o corpo mais doente do que esta.mas em tempos sobrios, nada como esperar e cuidar dos males do corpo, porque da alma, jesuscristim a mais. salve a patria destas pragas…

  5. Marluizo disse:

    Eleições! Quem vai antecipar plano de governo antes da eleição prevendo mudar este atual sistema corrupto.
    O subdesenvolvimento brasileiro que perpetua neste antigo sistema econômico colonial, exaurindo as riquezas naturais do território, nesse sistema espoliador que tende permitir a transferência da renda resultante da força de trabalho da população em favorecimento aos grupos bem articulados que adquirem altos valores, signatários da apropriação centralizada da renda econômica do país, sendo destinados aos interesses dos gestores nacionais apreciadores dos brilhantes alheios e mercados internacionais que conjuntamente são patrocinadores da manutenção deste antigo sistema de governo. Que não permite o desenvolvimento social do Brasil há 517 anos.
    Neste sistema eleitoral sem antecipados planos administrativos de governabilidade, os eleitores votam escolhendo os candidatos, os candidatos eleitos escolhem os interesses de permanecerem sendo eleitos.
    Porquanto através da isolada escolha por voto não é possível eliminar esse antigo sistema administrativo político econômico que está sempre estabelecido pós-eleição, onde eles, periodicamente formam esse modelo de democracia de interesses políticos de grupos eleitoral, independente da vontade do eleitor, prevalecendo através deste antigo sistema à manutenção do poder de estar sempre apropriando indiscriminadamente os valores que deveriam ser destinados ao desenvolvimento social do país.
    Para eliminar esses interesses pessoais e de grupos na apropriação dos bens público, é preciso ser implantando um determinado moderno sistema de gestão políticas administrativas econômicas preestabelecidas, indicando aos postulantes dos cargos de poderes públicos diretrizes a cumprirem para permanecerem no cargo ocupado, desta forma eliminaria estes persistentes espoliadores, para ser possível permitir que a renda resultante da força de trabalho da população brasileira transforme o território em Nação.

  6. Guilherme Lutz disse:

    Existem países que a monarquia se adaptou melhor à política, e um destes foi o Brasil.

    O Brasil era forte, promissor, poderoso, temido. Bateu de frente com a Inglaterra em pleno século XIX, e levou a melhor (Questão Christie), intermediou vários incidentes internacionais. Conseguiu a abolição da escravatura sem sangue (vide os 600 mil mortos na guerra de secessão dos EUA).

    Os Barbalhos, Sarney, etc., estavam no Congresso, com uma diferença: havia quem estivesse fiscalizando, como “um farol” (nos dizeres de Rui Barbosa).

    É só uma questão de tempo. Cada vez mais jovens aderem à causa, para que corrijamos este “grande erro histórico” (nos dizeres de Getúlio).

    Pense bem: se o Canadá, Austrália, Nova Zelândia, aceitaram ter como chefe de Estado um estrangeiro (rainha da Inglaterra) é porque não encontraram sistema melhor!

    Que privilégio termos uma família real nacional! Nenhum país da América tem esta oportunidade.

  7. Adrian Taunay disse:

    A monarquia parlamentar e constitucional é uma garantia de estabilidade e crescimento constante, algo que as repúblicas desconhecem, uma nação que possui suas tradições cultiva o futuro de forma madura e serena.

  8. Carlos r f claro disse:

    Senão uma monarquia parlamentarista .. Qual a soluçao para o brasil?… Um novo salvador da patria a cada 15 anos.. Um novo socialismo.. Por que o antigo nao era verdadeiro? Lula? Aécio? Temer? Pior Dilma? Olha as figuras que a república entre a direção do país!?.. Nao temos futuro.. Sem um passado que mostra a verdade… República cafe com leite.. Ditadura vargas.. Comunistas ameaçando o poder.. Golpe militar e mais ditadura… Depous uma república cleptocrata sindicalista de coalizão… Parabéns pelo soluçao… Mas oobrigao… Prefiro a estabilidade e segurança que uma familia que respeita seu povo.. Quero Dom Luiz I de Orleans e Bragança. .quero o Império do Brasil. .. O império que nasceu para ser….

  9. Carlos r f claro disse:

    Quero encontrar um aqui que defenda que a republica deu certo no Brasil…. Com toda convicção possível. … Refutando a monarquia ..se conseguir…
    Nenhum sistemas politicos é perfeito..mas perdemos muito com essa republica.. Tanto a nova qto a velha….

  10. Almir Silva de Andrade disse:

    Para min é simples é so comparar os dois sistemas de governo e ver em qual dois dois tivemos mais progresso e estabilidade politica e social

  11. Guilherme disse:

    O Imperador é apartidário e não governa, ele não deve tecer comentários governamentais nem fazer propaganda política.
    Ele é chefe de Estado. O máximo que fez, foi o normal, mostrou-se presente para que o povo faça a aclamação.

    Você não sabe como funcionam as monarquias parlamentaristas democráticas?

    É a sua falta de conhecimento histórico e geo-político, ou te pagaram pra falar baboseiras mesmo?

    O tom anti-comunista é natural, em um país doutrinado desde o fim do pós-guerra, com infiltrados brasileiros e pagos por Moscou (leia os arquivos da STB Tcheca se duvida) durante décadas. Jornalistas, professores, politicos, escritores. A lista é enorme. Escreviam e faziam tudo que Moscou mandava (e pagava). Traidores do Brasil e gramscistas. Veja os arquivos se duvida.

    A familia imperial foi covardemente exilada por décadas, e a monarquia proibida por 99 anos.

    D.Pedro II estava velho e se ausentava, inclusive para tratamentos. Tampouco queria ver sangue de brasileiros jorrado e foi bem claro nisso, quando não aceitou que Almte Tamandaré desse conta dos golpistas. Ou que os ex-escravos, que queriam formar um exército de resistência, assim o o fizessem.

    No fim do império, de 1880 à 1889 o Brasil era próspero e D.Pedro II tinha 90% de popularidade.

    Vai estudar antes de escrever tais absurdos!

    Monarquias parlamentaristas são bem mais eficientes, baratas aos cofres, menos corruptas e mais estáveis que repúblicas.

    E isso há diversos estudos internacionais que confirmam independente da sua opinião.

    Viralatismo republicano golpista é o fim da picada mesmo.

  12. Wendel disse:

    As monarquias são mais economicamente viável:

    https://oglobo.globo.com/brasil/dilma-custa-ao-brasil-dobro-de-elizabeth-ii-ao-reino-unido-17807156
    http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/jose-casado-dilma-custa-ao-brasil-o-dobro-de-elizabeth-ii-ao-reino-unido/

    Ignorando as reportagens e pesquisando as fontes vai perceber que é ocorre o contrário.

    Sem contar os ex-presidentes…. já que segundo o jornal Gazeta do Povo, a ex-Presidente Dilma Rousseff, afastada do cargo, gozando referidos benefícios na forma do Decreto, gerará uma despesa para os cofres públicos que deve “alcançar quase R$ 1 milhão por ano”.

    Lembrando que temos cinco ex-presidentes da República vivos, José Sarney, Fernando Collor de Mello, Fernando Henrique Cardoso, Luis Inácio Lula da Silva e Dilma Roussef, portanto, uma despesa de cerca de quase R$ 5 milhões anuais. Nisto se incluam 40 funcionários fora das suas atividades (8 para cada um) e 10 veículos oficiais, todos à disposição dos ex-chefes do Executivo e sem prestar qualquer atividade a favor da sociedade. isso sem contar as suas viuvas do ex-presidentes e dependentes.

    http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/ex-presidentes-t%C3%AAm-benef%C3%ADcios-vital%C3%ADcios-pagos-pelo-cidad%C3%A3o-1.378491
    já a Monarquia Britânica por exemplo gera lucro ao seu país, só lembrando que raramente existe um ex-monarca para ser sustentado:

    http://uk.businessinsider.com/the-queen-and-the-uk-royal-family-contribution-to-the-uk-economy-2015-9

  13. Alef disse:

    O texto é tendencioso e mentiroso pois tem um trecho que fala: “O monarquismo como movimento ideológico sobreviveu ao fim do Império, em parte, porque os herdeiros da Família Imperial permanecem no país” , Dom Pedro II e sua familia foi obrigada a sair do país depois do GOLPE REPUBLICANO, ou seja foram exilados, não havia nenhum consentimento da população para a implantação desse regime republicano.

  14. Gil Pereira Xavier disse:

    Reportagem Bastante Tendenciosa, e pelo jeito quem escreveu esse Texto não sabe nada da história do próprio País em Nasceu. Lamentável. Que Deus Abençoe Nossa Família Imperial, Deus Abençoe Nosso Império. Ave Império.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *