Início » Brasil » Cavendish cita PMDB e PSDB em proposta de delação
DELAÇÃO PREMIADA

Cavendish cita PMDB e PSDB em proposta de delação

As acusações relacionadas aos partidos teriam a ver com obras nos governos de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás

Cavendish cita PMDB e PSDB em proposta de delação
Fernando Cavendish está negociando um acordo de delação premiada, por conta da Operação Saqueador, da qual foi alvo em junho (Foto: José Cruz/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Segundo informação do Estadão, o dono da construtora Delta Engenharia, Fernando Cavendish, está negociando um acordo de delação premiada, por conta da Operação Saqueador, da qual foi alvo em junho. O empresário pretende detalhar supostos pagamentos de propinas a políticos do PMDB e do PSDB, além de estatais federais.

Leia mais: STJ manda soltar Cachoeira e Cavendish

As acusações relacionadas aos partidos teriam a ver com obras nos governos de São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás. As estatais federais, por sua vez, seriam o Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (Dnit) e a Petrobras.

O líder do governo no Senado, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB – SP), o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) seriam os políticos citados pelo empresário. Aloysio Nunes disse que qualquer menção a pagamentos indevidos relacionados ao seu nome é mentira. Perillo, por sua vez, disse em nota, que “as informações apresentadas não têm a menor procedência”. Já Sérgio Cabral disse, por meio de sua assessoria, que “não há o que comentar”.

Fontes:
Estadão-Proposta de delação da Delta cita PMDB e PSDB
Extra-Proposta de delação da Delta cita PMDB e PSDB, diz Estadão

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *