Início » Brasil » CCJ do Senado aprova Alexandre de Moraes para STF
SABATINA

CCJ do Senado aprova Alexandre de Moraes para STF

Moraes agora precisa do apoio de pelo menos 41 dos 81 senadores para ter a nomeação aprovada

CCJ do Senado aprova Alexandre de Moraes para STF
Alexandre de Moraes disse que 'jamais' irá tratar sua indicação como um 'favor político' (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Por 19 votos a 7 e após mais de 11 horas de sabatina, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta terça-feira, 21, a indicação de Alexandre de Moraes, ministro da Justiça licenciado, para o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF).

Indicado pelo presidente Michel Temer para ocupar o lugar de Teori Zavascki, que morreu no início do ano em um acidente aéreo, Moraes agora precisa do apoio de pelo menos 41 dos 81 senadores para ter a nomeação aprovada. A votação é secreta e deve ser realizada nesta quarta-feira, 22.

Caso a indicação de Moraes seja aprovada pelo plenário do Senado, a nomeação do ministro da Justiça licenciado será confirmada por meio de publicação no Diário Oficial. A data de posse é definida pelo próprio STF.

Durante a sabatina nesta terça, senadores da oposição questionaram Moraes em relação às suas ligações políticas, uma vez que ele foi filiado ao PSDB e ocupou cargos no governo Temer e em gestões do partido na cidade e no estado de São Paulo.

Os senadores governistas minimizaram o assunto, ressaltando que outros ministros do STF já atuaram em gestões anteriores, como Gilmar Mendes e Dias Toffoli nos governos FHC e Lula, respectivamente.

Em sua defesa na sabatina, Moraes também negou ter sido advogado do PCC (Primeiro Comando da Capital” ou “de ninguém ligado” à facção criminosa. O ministro licenciado disse ainda que vai atuar com “absoluta independência” e que “jamais” irá tratar sua indicação como um “favor político”.

Fontes:
Uol - Alexandre de Moraes é aprovado em sabatina por 19 a 7; veja o que ele falou

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *