Início » Brasil » Cerco ao Crime
COLUNA ESPLANADA

Cerco ao Crime

Seminário sobre o crime de contrabando e pirataria vai reunir especialistas dos Estados Unidos, Chile, Argentina e Brasil

Cerco ao Crime
(Foto:

Especialistas dos Estados Unidos, Chile, Argentina e Brasil desembarcam hoje em Foz do Iguaçu para o maior evento na cidade que começa amanhã, sobre o crime de contrabando e pirataria. Com foco no debate de soluções, o Seminário Illegal Market – The Threat of Transnational Organized Crime in The Southern Cone (Mercado Ilegal – A Ameaça do Crime Organizado Transnacional no Cone Sul) vai reunir 40 jornais de 5 países. Além de nomes da Receita Federal, PRF, PF e outras entidades, as estrelas do evento são os palestrantes Douglas Farah e Vanessa Newmann, de Washington DC, dois dos maiores especialistas do mundo em crimes de descaminho, contrabando e terrorismo.

Ética na Pauta

O evento é promovido pelo ETCO – Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial, presidido por Edson Vismona, em parceria com ENECOB – Encontro Nacional de Editores, Colunistas, Repórteres e Blogueiros, e tem a Coluna como media partner.

Estado de Exceção

O presidente do Conselho Federal de Economia (Cofecon), Wellington Leonardo da Silva, sustenta que o Brasil vive um estado de exceção. “Qualquer país do mundo, onde aqueles cujo papel fundamental é o de zelar pela observância dos preceitos constitucionais agem de maneira tendenciosa, vive um estado de exceção”, afirma, ao criticar principalmente o Judiciário.

Críticas

Sobre as críticas isoladas de economistas à entidade, Wellington minimiza: “Eu defendo e aprecio a democracia de tal forma que pouco importa quando a crítica é exercida contra uma ou outra opinião”.

Segunda Instância

Diante da impossibilidade de o Congresso votar Propostas de Emenda à Constituição (PEC), devido à intervenção no Rio, o senador tucano Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) apresentou projeto de lei (PLS 147/2018) para tornar automática a prisão após decisão de segunda instância.

Recursos

Na justificativa do projeto, o tucano afirma que “os recursos às instâncias especial e extraordinária não podem obstaculizar o cumprimento da pena”.

Rochas Ornamentais

A Associação Brasileira da Indústria de Rochas Ornamentais (Abirochas) lança, em maio, o estudo de competitividade brasileira no setor – consolidado após visitas a empresas de lavra, de beneficiamento primário (serrarias) e acabamento (marmorarias), além de entrevistas presenciais e consultas a publicações e informações setoriais.

Balança Comercial

O presidente entidade, Reinaldo Dantas Sampaio, salienta que o Brasil tem a mais moderna indústria mundial de transformação que tornou as rochas ornamentais o 5º bem mineral mais exportado pelo Brasil. “Somos o setor, de pequena e media empresa, que responde por 0,6% da balança comercial. São dados relevantes em uma economia com baixa presença de empresas desse porte no comércio exterior”, afirma.

Testemunhas

O ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, quer direcionar parte do montante de R$ 1, 2 bilhão, destinado à intervenção no Rio de Janeiro, para a proteção de testemunhas. Rocha recebeu deputados da comissão da Câmara que acompanha as investigações sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco.

Ameaças

Coordenador do grupo, o deputado Jean Wyllys (PSol-RJ) adianta que o próximo passo é falar com a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que também montou um observatório para monitorar as investigações. A comissão também acompanha a situação da vereadora de Niterói, Talíria Petrone, que tem sofrido ameaças.

Da Corrupção ao Social

Os mais de R$ 2,3 bilhões pagos em multa pelo grupo J&F em acordo de leniência serão investidos em projetos sociais de combate à corrupção. O Ministério Público Federal e a Transparência Internacional (TI) elaboraram um plano de trabalho para aplicação da dinheirama.

Ilícitos

A etapa é parte do memorando de entendimento assinado em dezembro do ano passado para definir as regras de aplicação destes investimentos em projetos da sociedade civil, em um prazo de 25 anos, como forma de reparar os danos causados pelos ilícitos confessados pela holding.

Congresso Verde

O Congresso Nacional está iluminado com a cor verde em apoio à campanha do Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidente e Doenças de Trabalho. Celebrada em 28 de abril, a data foi instituída, em 2003, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *