Início » Brasil » CGU aumenta para 16 o número de suspeitos de propina entre Petrobras-SBM
Corrupção na Petrobras

CGU aumenta para 16 o número de suspeitos de propina entre Petrobras-SBM

Outras nove pessoas foram indiciadas pela Controladoria-Geral da União por suspeita de envolvimento com pagamento de propina por contratos da estatal

CGU aumenta para 16 o número de suspeitos de propina entre Petrobras-SBM
Um diretor da multinacional já entrou em contato com a CGU em busca de acordo (Foto: Reprodução/Internet)

A Controladoria-Geral da União (CGU) investiga mais nove funcionários da empresa holandesa SBM Offshore, da área de afretamento de plataformas petrolíferas, suspeitos de pagar propina para vencer licitações da Petrobras.

Segundo o ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, nove novos processos foram instauradao para investigar o envolvimento de funcionários da empresa e da estatal em pagamentos de valores extraoficiais para ter a preferência em fechar os contratos. Com isso, o número de suspeitos investigados pela controladoria chegou a 16.

Leia mais: SBM nega propina a funcionários da Petrobras

Hage revelou que pelo menos três ex-diretores foram investigados pela CGU durante a primeira leva de processos, que teve sete investigados. Sobre os novos processos, o ministro não divulgou dados sobre o envolvimento de diretores. “Três ou quatro (ex-diretores). Funcionário na ativa (tem) sim; diretor na ativa que não tem”, disse Hage.

Viagens extraoficiais conjuntas de funcionários das duas empresas trouxeram suspeitas, segundo Hage. Dados pessoais dos funcionários da Petrobras, como e-mails, informações dos computadores, gravações de telefonemas e sindicâncias patrimoniais, ajudaram a CGU a ter elementos para a acusação.

“De posse de tudo isso, nós identificamos quais os casos em que já cabia instaurar processo contra os empregados ou diretores ou ex-diretores da Petrobras, de um lado e, de outro, o processo contra a empresa SBM. E já instauramos ambas as coisas, tanto processos contra empregados e ex-diretores como processo contra a empresa”, disse o ministro-chefe.

Hage disse que “cerca de 20” pessoas estão sob suspeita do CGU e elogiou o trabalho de investigação interna realizado na estatal. Ele disse que, apesar da empresa não ter uma organização voltada para realizar a investigação, o que foi feito serviu de ponto de partida para o trabalho da CGU.

“Agora, nós fomos adiante, claro. Fomos checar emissão de passaporte, saídas do país, lista de passageiros de aeronaves para checar viagem conjunta, fomos checar declarações de renda, coisas que, obviamente, (a Petrobras) não tinha condição de fazer. Então eu não faço nenhuma crítica ao trabalho da comissão interna. Acho que eles foram até onde podiam ir e, inclusive, no prazo curto em que eles tiveram para trabalhar”, explicou Hage.

A CGU já realizou auditoria sobre os contratos entre a SBM e a Petrobras, que chegam a um total de R$ 20 bilhões. O relatório foi enviado à estatal brasileira e o ministro preferiu não divulgar o resultado. Já a multinacional ainda não foi ouvida, apesar de estar ciente da investigação em andamento. Um representante da SBM já procurou o CGU em busca de um acordo.

“Algumas conversas vêm acontecendo. Mais recentemente esteve no Brasil o diretor-jurídico da SBM na Holanda. Ele esteve aqui na CGU, teve reuniões conosco. Nós manifestamos a nossa abertura para negociações, desde que, é claro, se atendam as exigências as exigências que interessam”, concluiu o ministro.

Fontes:
O Globo-CGU instaura mais nove processos contra suspeitos no caso de propina da holandesa SBM Offshore

2 Opiniões

  1. helo disse:

    Joma, os políticos vão para o STF em joaquim. Dilma presidente do Conselho da Petrobrás culpou o subalterno Cerveró. Os mandantes do mensalão o STF já mandou para casa e Valério tem 40 anos pela frente. Cristiano Paz, irmão do Bernardo Paz de Inhotim está preso e Dirceu vai passar o Natal com mamãe. Esta´difícil investigar tudo com os empréstimos bilionários do BNDES para o exterior para várias obras em Cuba, Bolívia, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Venezuela, Moçambique, EUA, Argentina etc. Finalmente ganhamos o noticiário internacional.

  2. Joma Bastos disse:

    E os políticos corruptos? Hein?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *